Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/4867
Title: Anormalidades dentofaciais em pacientes portadores de fissuras labiopalatais no Estado do Ceará
Other Titles: Dentafacial abnormalities in patients with clefts labiopalatal in the State of Ceará
Advisor: Vettore, Mario Vianna
Authors: Campos, Ana Eugênia Sousa
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: O objetivo desta dissertação foi caracterizar as anormalidades dentofaciais de indivíduoscom fissura labiopalatal atendidos pelo SUS no estado do Ceará entre 2004 e 2007. A dissertação é apresentada com uma introdução e revisão de literatura sobre o tema. Segue-se com a descrição detalhada da metodologia utilizada e o artigo que inclui os resultados. A amostra incluiu 117 pacientes de 6 a 37 anos de idade cadastrados no CEO-Centro em Fortaleza, unidade de referência do estado. Foi investigado o perfil demográfico e socioeconômico, aspectos hereditários e familiares dos sujeitos. O tipo de padrão facial e maloclusão foram determinados por exames radiográficos e análise demodelos dentários. Além disso, foram investigados o tipo, localização e grupo de fissuras. Para análise da maloclusão foram empregadas a Classificação de Angle, registro de mordida aberta, mordida cruzada e apinhamento dentário (6 a 12 anos de idade) e o Índice de Estética Dental (DAI) (idade (...) 13 anos). A idade média dos pacientes foi de 14,7 (...) 7,4 anos, com predomínio da cor parda (76 por cento), renda familiar de 1 a 3 salários mínimos (73,5 por cento), baixa escolaridade dos pais e classe econômica D (56,4 por cento). A fissura transforame unilateral foi a de maior prevalência (60,6 por cento), sendo observada uma freqüência de 39,3 por cento de agismo materno durante a gestação e a ocorrência de 21,4 por cento de fissuras labiopalatais na família. Na faixa etária de 6 a 12 anos,observou-se uma freqüência de anormalidade oclusal de 41,1 por cento e 50 por cento para molares e caninos, além de uma alta prevalência de mordida cruzada anterior (60,7 por cento), apinhamento superior (69,6 por cento) e inferior (66,1 por cento). Todos aqueles com idade (...) 13 anosforam classificados como maloclusão muito grave ou incapacitante. Em ambas faixas etárias as características de anormalidade oclusal foram heterogêneas entre os indivíduos com fissuras pré-forame incisivo e com fissuras transforame incisivo. Indivíduos portadores de fissuras labiopalatais usuários do SUS no Ceará necessitam de atenção especializada para tratamento de deformidades dento-faciais.
keywords: Fenda Labial
Fissura Palatina
Anormalidades Maxilofaciais
Anormalidades Maxilofaciais
Epidemiologia
Issue Date: 2008
Citation: Rio de Janeiro s.n 2008 90p b
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Copyright: open access
Appears in Collections:ENSP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1068.pdf574.49 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.