Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/49363
Title: Beber e dirigir: associação com o nível de gravidade do trauma na atenção pré-hospitalar no município do Rio de Janeiro
Advisor: Souza Júnior, Paulo Roberto Borges de
Magalhäes, Mônica de Avelar Figueiredo Mafra
Authors: Ribeiro Junior, Célio
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: As lesões decorrentes de acidentes de trânsito (AT) representam um quadro crítico de saúde pública, constituindo uma das principais causas de morbimortalidade no mundo além de resultarem em elevados custos sociais e econômicos. O crescente número de mortes no trânsito em todo o mundo também se reflete no Brasil, onde fatores associados ao acidente, especialmente o consumo de álcool ao dirigir e excesso de velocidade representam um grande peso sobre as mortes e gravidade das lesões geradas por essas ocorrências. O objetivo deste estudo é investigar a associação entre o indício de uso de bebida alcoólica por condutores de veículos automotores envolvidos em acidentes de trânsito e o nível de gravidade das lesões apresentadas por vítimas de AT atendidas pelo Grupamento de Socorro de Emergência e SAMU-Rio (GSE\SAMU-Rio) no município do Rio de Janeiro (MRJ) entre os anos 2012 a 2015. Trata-se de um estudo descritivo, de corte transversal e com abordagem quantitativa. Foram utilizados dados de atendimentos pré-hospitalares a acidentes de trânsito no MRJ registrados no Sistema de Informações de Socorro de Emergência Pré-hospitalar (SISEPH) entre 2012 e 2015. Para tratamento de variáveis do estudo que possuíam mais de 3% de valores ausentes foi realizado um procedimento de imputação múltipla de dados. Na análise espacial são apresentados mapas temáticos com a distribuição por bairros do número de AT, a proporção dos acidentes envolvendo condutores com indícios de uso de álcool e a proporção de acidentes com vítima em estado grave. Para descrever as características das vítimas de AT atendidas pela APH, foram calculadas as distribuições percentuais de todas as variáveis selecionadas para a análise de dados. Para analisar a associação entre o consumo de álcool e o nível de gravidade, foi ajustado um modelo de regressão logística para os dados de todas as vítimas incluídas no estudo, tendo como variável dependente a gravidade da lesão pela Escala de Trauma (Revised Trauma Score \2013 T-RTS) com valor \2264 11, e como variável independente, o indício de consumo de bebida alcoólica por algum condutor de veículo, controlando por todas as demais variáveis utilizadas no estudo. Foram analisados dados de 113.667 vítimas de acidentes de trânsito. A maior frequência de eventos foi observada nos bairros da Zona Oeste da cidade e alguns bairros da Ilha do Governador apresentaram grande proporção de acidentes envolvendo o uso de álcool. Aproximadamente 5% das vítimas de AT apresentaram trauma grave e cerca de 19% dos condutores apresentavam indícios de consumo de bebida alcoólica, sendo 2,6 vezes maior a chance de a vítima apresentar traumas graves quando o acidente envolvia condutores com indícios de uso de bebida alcoólica, mesmo controlando por todas as demais variáveis do estudo. Os resultados apresentados neste estudo reforçam a necessidade de se discutir novas estratégias para coibir a prática de dirigir veículos automotores após a ingestão de bebidas alcoólicas.
Abstract: Road traffic injuries are a critical public health problem and one of the leading causes of morbidity and mortality in the world, resulting in high social and economic costs. The global growing number of deaths due to road traffic accidents can also be observed in Brazil, where associated factors, especially drink-driving and speeding, account for most deaths and severe road traffic injuries. This study aims to evaluate the association between drink-driving and the injury severity level presented by the road traffic victims assisted by Grupamento de Socorro de Emergência and SAMU-Rio in the municipality of Rio de Janeiro from 2012 to 2015. This is a descriptive, cross-sectional study with a quantitative approach. Data from prehospital care to road traffic crashes were retrieved from the Prehospital Emergency Information System from 2012 to 2015. Study variables with more than 3% of missing values were handled with a multiple data imputation procedure. The spatial analysis shows the number of traffic accidents, the proportion of accidents involving drink-driving and the proportion of accidents with severely injured victims distributed by neighborhood in thematic maps. The percentage distributions of all variables selected for data analysis were calculated in order to describe the characteristics of road traffic victims assisted by emergency medical services. The association between alcohol consumption and severity level was assessed upon adjusting a logistic regression model to the data of all the victims included in the study using injury severity level (measured by the Revised Trauma Score - T-RTS \2264 11) as dependent variable and drink-driving as independent variable, controlling for all other variables used in the study. Data from a total of 113,667 victims were analyzed. The greater number of crashes was observed in the West Zone neighborhoods and some districts in Ilha do Governador presented a great proportion of accidents involving drink-driving. Five percent of road traffic victims presented severe trauma and about 19% of drivers had signs of alcohol consumption, being 2.6 times more likely to experience severe trauma when the accident involved drink-driving, even controlling for all other variables in the study. The results in this study reinforce the need to discuss new strategies to restrain the practice of driving motor vehicles after drinking alcoholic beverages.
keywords: Servicos Médicos de Emergência
Acidentes de Trânsito
Dirigir Sob a Influência
DeCS: Servicos Médicos de Emergência
Acidentes de Trânsito
Dirigir Sob a Influência
Issue Date: 2019
Citation: RIBEIRO JUNIOR, Célio. Beber e dirigir: associação com o nível de gravidade do trauma na atenção pré-hospitalar no município do Rio de Janeiro. 2019. 79f. Dissertação (Mestrado em Informação e Comunicação em Saúde) - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2019.
Date of defense: 2019
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Informação e Comunicação em Saúde
Copyright: open access
Appears in Collections:ICICT - PPGICS - Dissertações de Mestrado
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000082832.pdf2.54 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.