Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/50755
Title: Non-permissive SARS-CoV-2 infection in human neurospheres
Authors: Pedrosa, Carolina da S.G.
Silva, Livia Goto
Temerozo, Jairo R.
Souza, Leticia R.Q.
Vitória, Gabriela
Ornelas, Isis M.
Karmirian, Karina
Mendes, Mayara A.
Gomes, Ismael C.
Sacramento, Carolina Q.
Rodrigues, Natalia Fintelman
Soares, Vinicius Cardoso
Dias, Suelen da Silva Gomes
Salerno, José A.
Puig-Pijuan, Teresa
Oliveira, Julia T.
Aragão, Luiz G. H. S.
Torquato, Thayana C. Q.
Veríssimo, Carla
Biagi, Diogo
Cruvinel, Estela M.
Dariolli, Rafael
Furtado, Daniel R.
Borges, Helena L.
Bozza, Patrícia T.
Rehen, Stevens
Souza, Thiago Moreno L.
Guimarães, Marília Zaluar P.
Affilliation: Instituto D`Or de Pesquisa e Educação. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Instituto D`Or de Pesquisa e Educação. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Neuroimunomodulação. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Laboratório de Pesquisa sobre o Timo. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Instituto D`Or de Pesquisa e Educação. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Instituto D`Or de Pesquisa e Educação. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Instituto D`Or de Pesquisa e Educação. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Instituto D`Or de Pesquisa e Educação. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Universidade Federal do Rio de Janeiro. Instituto de Ciências Biomédicas. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Instituto D`Or de Pesquisa e Educação. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Universidade Federal do Rio de Janeiro. Instituto de Ciências Biomédicas. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Laboratório de Imunofarmacologia. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde. Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Inovação em Doenças de Populações Negligenciadas. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Laboratório de Imunofarmacologia. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde. Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Inovação em Doenças de Populações Negligenciadas. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Laboratório de Imunofarmacologia. Rio de Janeiro, RJ, Brasil /
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Laboratório de Imunofarmacologia. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Instituto D`Or de Pesquisa e Educação. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Universidade Federal do Rio de Janeiro. Instituto de Ciências Biomédicas. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Instituto D`Or de Pesquisa e Educação. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Universidade Federal do Rio de Janeiro. Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Instituto D`Or de Pesquisa e Educação. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Instituto D`Or de Pesquisa e Educação. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Instituto D`Or de Pesquisa e Educação. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Universidade Federal do Rio de Janeiro. Instituto de Ciências Biomédicas. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Pluricell Biotech.São Paulo, SP, Brasil.
Pluricell Biotech.São Paulo, SP, Brasil.
Pluricell Biotech.São Paulo, SP, Brasil / Department of Pharmacological Sciences, Icahn School of Medicine at Mount Sinai. New York, NY, USA.
Instituto D`Or de Pesquisa e Educação. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Universidade Federal do Rio de Janeiro. Instituto de Ciências Biomédicas. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde. Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Inovação em Doenças de Populações Negligenciadas. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Instituto D`Or de Pesquisa e Educação. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Universidade Federal do Rio de Janeiro. Instituto de Ciências Biomédicas. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Universidade Federal do Rio de Janeiro. Instituto de Biologia. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde. Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Inovação em Doenças de Populações Negligenciadas. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Universidade Federal do Rio de Janeiro. Programa de Imunologia e Inflamação. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Instituto D`Or de Pesquisa e Educação. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Universidade Federal do Rio de Janeiro. Instituto de Ciências Biomédicas. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Coronavirus disease 2019 (COVID-19) was initially described as a viral infection of the respiratory tract. It is now known, however, that several other organs are affected, including the brain. Neurological manifestations such as stroke, encephalitis, and psychiatric conditions have been reported in COVID-19 patients, but the neurotropic potential of the virus is still debated. Herein, we sought to investigate SARS-CoV-2 infection in human neural cells. We demonstrated that SARS-CoV-2 infection of neural tissue is non-permissive, however, it can elicit inflammatory response and cell damage. These findings add to the hypothesis that most of the neural damage caused by SARS-CoV-2 infection is due to a systemic inflammation leading to indirect harmful effects on the central nervous system despite the absence of local viral replication.
Keywords: New coronavirus
Brain
Neurospheres
SARS-CoV-2
iPS
keywords: SARS-CoV-2
Novo Coronavírus
Cérebro
Neuroesferas
Issue Date: 2021
Publisher: Elsevier
Citation: PEDROSA, Carolina da S. G. et al. Non-permissive SARS-CoV-2 infection in human neurospheres. Stem Cell Resarch, v. 54, 102436, p. 1-13, June 2021.
DOI: 10.1016/j.scr.2021.102436
ISSN: 1873-5061
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - Artigos de Periódicos
CDTS - Artigos de Periódicos
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CarolinaSacramento_JairoTemerozo_etal_IOC_2021.pdf8.59 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.