Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/5336
Title: Alteração da expressão do receptor de estrogênio subtipo alfa relacionada a abertura de vagina em ratas Sprague-Dawley
Other Titles: Alteration from the expression of the receptor of estrogen subtipo it related the opening of vagina in rats Sprague-Dawley
Advisor: Delgado, Isabella Fernandes
Paumgartten, Francisco José Roma
Authors: Friedrich, Karen
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: (...) O objetivo foi investigar as mudanças na expressão do RE-alfa em alguns tecidos responsivos a estrógenos, tais como ovário, útero e vagina, durante a abertura de vagina, um evento crítico que marca o início da puberdade em ratas. A expressão de RE-alfa foi avaliada em grupos de ratas Sprague-Dawley sacrificados por decapitação no dia 21 pós-natal (21 DPN) e no dia de abertura de vagina (VA). A expressão de RE-alfa também foi avaliada em um terceiro grupo de ratas com vagina fechada (VF) pareados com animais do grupo VA por idade e(...)por ninhada de origem. Imediatamente após o sacrifício os órgãos-alvo (ovários, útero e vagina) foram removidos e armazenados à - 80°C até o uso. Os órgãos foram pesados ainda congelados, descongelados e homogeneizados (útero e vagina, individualmente, e pool de três ovários do mesmo grupo) antes das análises de SDS-PAGE e Western Blot. As membranas foram incubadas com anticorpo policlonal contra RE-alfa de camundongo (1:200) e posteriormente com anticorpo IgG secundário anti-coelho (1:5000). Diferenças de peso corporal entre os grupos VA e VF foram analisadas pelo teste de Wilcoxon Signed-rank entre animais pareados. Os pesos dos órgãos absolutos foram comparados por ANOVA e pelo teste t de student e as diferenças de peso relativo dos órgãos e densidades de bandas foram avaliados pelo teste de Kruskal Wallis seguido pelo teste U de Mann-Whitney. Em todos os casos a diferença foi considerada como estatisticamente significativa quando p menor ou igual a 0,05. Apesar de terem a mesma idade, e pertencerem à mesma ninhada, as fêmeas do grupo VA estavam mais pesadas que as do grupo VF. Esse fato vem confirmar achados anteriores de diferentes autores sugerindo que o peso corporal e os fatores meólicos desempenham papel fundamental no período da puberdade. Três variantes do RE-alfa - com pesos moleculares aparentes de 64, 56 e 42 kD - foram encontradas nos ovários, útero e vagina. A expressão de todas as três variantes em ovários e úteros, bem como as variantes 64 e 56 kD na vagina, das fêmeas do grupo VA, parece ter sido menor do que em ratas do grupo 21 DPN. Por outro lado, a expressão da variante 42 kD em tecido de vagina de ratas do grupo 21 DPN foi menor do que a expressão nas fêmeas do grupo VA e VF. Nossos resultados sugerem que - com exceção da variante 42 kD na vagina - a expressão de todas as variantes de RE-alfa nos ovários, úteros e vaginas parecem diminuir nas ratas quando ocorre a abertura de vagina
keywords: Receptores Estrogênicos
Ratos Sprague-Dawley
Genitália Feminina
Issue Date: 2003
Citation: Rio de Janeiro s.n 2003 xxii,100p
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Copyright: open access
Appears in Collections:ENSP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
616.pdf4.07 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.