Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/5805
Title: Condições e contradições por direitos sociais e inclusão: uma análise sobre as movimentações e mediações de pessoas com deficiência em conferências de saúde
Advisor: Oliveira, Valdir de Castro
Members of the board: Oliveira, Valdir de Castro
Guizardi, Francini Lube
Lerner, Kátia
Authors: Silva, Marina Maria Ribeiro Gomes da
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Inserida no campo da comunicação, informação e saúde, a pesquisa analisou movimentações e mediações de pessoas com deficiência nas seguintes conferências de saúde realizadas em 2011, no Brasil: 11ª Conferência Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, 6ª Conferência Estadual de Saúde do Rio de Janeiro e 14ª Conferência Nacional de Saúde. Buscou-se compreender como tais pessoas, que vêm se mobilizando na reivindicação de direitos a partir da identidade da deficiência, defendem a saúde como um direito humano nestes espaços públicos de múltiplos discursos e mediações, marcados por jogos de poder. Por meio de uma pesquisa social qualitativa e de métodos como análise documental, entrevistas e observação participante, foram consideradas, sobretudo, as práticas comunicacionais de pessoas com deficiência, destacando: as reivindicações apresentadas por elas; como representantes de outros grupos sociais viam a participação delas; e em que medida as conferências eram de fato participativas e acessíveis a elas. Ainda foram considerados os relatórios de conferências anteriores para verificar como questões relacionadas à deficiência têm sido abordadas. Em linhas gerais, as análises apontaram que, nos três fóruns observados, houve uma participação de pessoas com deficiência, com mais evidência na Conferência Nacional de Saúde. Apesar das restrições quanto à acessibilidade observadas e relatadas pelas pessoas com deficiência entrevistadas, estas se movimentam em defesa de seus direitos, mas com variações significantes de uma conferência para a outra. Assim, pessoas com deficiência estão nas conferências de saúde, expressando-se por vozes, sinais, corpos, cadeiras de rodas etc., de forma que suas movimentações e mediações buscam romper com a invisibilidade e chamar atenção às suas demandas acerca do direito à saúde.
Abstract: Developed in the cross-cutting areas of communication, information and health, this research has analyzed forms of mobilization and mediation used by people with disabilities in Brazil. Empirical data was collected in the following policy accountability health conferences held during 2011: the 11th Health Conference of the City of Rio de Janeiro, the 6th Health Conference the State of Rio de Janeiro; and the 14th National Health Conference. The main aim of the study was to more fully understand how this movement, which for many years has been mobilized and claimed rights around the identity of persons with disability identity, advocate for health as human rights in these public spaces traversed by multiple discourses, modalities of mediations and power games. The methodology used was fundamentally qualitative based of instruments such as analyses of documents, interviews with key informers and participatory observation of the conferences. The study mainly focused on the communicative practices of persons with disabilities, as to identify their main claims. But it has also collected information on how representatives of other social movements perceived the participation of people with disabilities in these negotiating processes and on the enabling or disabling conditions the conferences offered to the participation and accessibility of these persons. The final reports of previous health conferences were also analyzed as to track how disability related issues had been historically addressed. The study outcomes indicate that, while a relatively significant number of persons with disabilities have participated in the forums that were observed, their presence was larger at the National Health Conference. Despite many accessibility barriers that existed in conferences – which were denounced by people with disabilities interviewed by the study – these persons were able to effectively claim their rights. Yet quite remarkable variations in terms of participation and vocality were observed across the conferences. Lastly, the study shows that persons with disabilities are able to express themselves through voices but also through signs, body language, wheelchairs etc. These expressions constitute mediation strategies to breakthrough the invisibility that still persists around disability and raw attention to claims in the realm of the right to health.
keywords: Comunicação em Saúde
Rio de Janeiro
DeCS: Conferências de Saúde
Defesa das Pessoas com Deficiência
Brasil
Direitos Humanos
Issue Date: 2012
Citation: SILVA, Marina Maria Ribeiro Gomes da. Condições e contradições por direitos sociais e inclusão: uma análise sobre as movimentações e mediações de pessoas com deficiência em conferências de saúde. 2012. 156 f. Dissertação (Mestrado) – Fundação Oswaldo Cruz, Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde, Rio de Janeiro, 2012.
Date of defense: 2012
Place of defense: Rio de Janeiro / RJ
Department: Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde
Program: Programa de Pós-Graduação em Informação e Comunicação em Saúde
Copyright: open access
Appears in Collections:ICICT - PPGICS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PPGICS MARINA MRG SILVA.pdf1.03 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.