Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/605
Title: Geoprocessamento, ambiente e saúde: uma união possível?
Other Titles: Are geoprocessing, environment, and health a possible combination?
Authors: Barcellos, Christovam de Castro
Bastos, Francisco Inácio Pinkusfeld Monteiro
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Informação Científica e Tecnológica. Departamento de Informações em Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Informação Científica e Tecnológica. Departamento de Informações em Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: O uso do geoprocessamento tem permitido a reunião de bancos de dados sócio-econômicos, de saúde e ambientais em bases espaciais. A interpretação dos resultados de associações entre variáveis epidemiológicas e ambientais depende, no entanto, do desenho do sistema de geoprocessamento. A escolha da escala e objeto de análise precede a concepção do sistema, condicionando os possíveis resultados estatísticos e visuais. Esta escala deve ser compatível com o fenômeno que se pretende enfocar, buscando-se uma homogeneidade interna e heterogeneidade externa das unidades de análise escolhidas. A interdependência de processos espaciais, que se refletem na sua configuração social, ambiental e epidemiológica, pode, se não adotada metodologia correta, impedir o estabelecimento de causas para processos simultâneos. O geoprocessamento permite, por outro lado, o entendimento do contexto em que se verificam fatores determinantes de agravos à saúde.
Abstract: Abstract The use of geoprocessing techniques allows one to gather socioeconomic, health, and environmental data on a spatial basis. However, interpretation of associations between epidemiological and environmental variables requires the geoprocessing system design. The study scale and object choices precede conception of the system, conditioning the possible statistical and visual results. This scale must be compatible with the phenomenon on which one intends to focus, aiming at internal homogeneity and external heterogeneity of spatial units. The interdependency of spatial processes, reflected in the spatial configuration of social, environmental, and epidemiological data distribution, affects interpretation of causes for simultaneous processes. Geoprocessing allows for knowledge of the context or situational surroundings in which the damage to health takes places.
Keywords: Geoprocessamento
Análise Ambiental
Saúde Ambiental
Epidemiologia
Saúde Pública
Keywords: Geoprocessing
Environmental Analysis
Environmental Health
Epidemiology
Public Health
Issue Date: 1996
Publisher: Escola Nacional de Saúde Pública/ Fundação Oswaldo Cruz
Citation: BARCELLOS, Christovam; BASTOS, Francisco Inácio. Geoprocessamento, ambiente e saúde: uma união possível? Caderno de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v.12, n.3, p.389-397, jul-set 1996.
DOI: 10.1590/S0102-311X1996000300012
ISSN: 0102-311X
Copyright: open access
Appears in Collections:ICICT - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BARCELLOS_BASTOS_Geoprocessamento_ambiente e saude_1996.pdf67.66 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.