Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/6085
Title: O aperfeiçoamento do homem por meio da seleção: Miranda Azevedo e a divulgação do darwinismo, no Brasil, na década de 1870
Advisor: Waizbort, Ricardo Francisco
Authors: Cid, Maria Rosa Lopez
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Casa de Oswaldo Cruz. Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Inúmeros autores são unânimes em considerar que a década de 1870 foi um momento marcante na história do Brasil, com relação à entrada de uma série de novas teorias propagadoras de idéias liberalistas, positivistas e evolucionistas. Uma das teorias que chegou ao país nesse período foi o darwinismo. A historioia tem mostrado que muitos indivíduos e grupos sociais se apropriaram de diferentes maneiras da teoria da evolução biológica de Darwin em diversos lugares e épocas. No Brasil, entre aqueles que elegeram essa teoria como bandeira de suas campanhas, estava Augusto César de Miranda Azevedo, médico paulista, que viveu no Rio de Janeiro durante quase toda a década de 1870. Esse personagem ficou conhecido como um dos divulgadores do darwinismo no país. Dois textos publicados por Miranda Azevedo nos anos de 1875 e 1876, além de outros documentos, revelam uma apropriação muito particular do darwinismo, feita pelo médico. Essa apropriação tem como um de seus elementos centrais, a concepção de que certas modificações podem ser orientadas nos indivíduos para se obter perfis desejados de população. Quando relacionamos o discurso darwinista de Miranda Azevedo às suas atividades e ao momento de crises pelo qual o Brasil passava, podemos perceber certos fatores que influenciaram a apropriação da teoria da evolução biológica de Darwin feita pelo médico. A valorização de estímulos ambientais na produção e desenvolvimento de características nos indivíduos da população, e a conseqüente transmissão dessas características para os descendentes, poderiam ser concepções bastante adequadas para indivíduos ou grupos cuja preocupação era tentar produzir uma população capaz de fazer a nação progredir.
Abstract: Countless authors are unanimous in considering that the 1870’s were a remarkable moment in Brazilian history regarding the introduction of a great deal of theories that spread liberalist, positivist and evolutionist ideas. One of the theories, which reached the country at that time, was the Darwinism. The historiography has reported that many individuals and social groups approach the Darwin theory of biological evolution in many different ways, in different places and periods. In Brazil, among those who regarded this theory as the core of their campaigns, there was Augusto César de Miranda Azevedo, a physician from São Paulo who lived in Rio de Janeiro throughout the 1870’s. This person became known as the one who spread out the Darwinism in the country. Two texts published by Miranda Azevedo in 1875 and 1876, among other documents, reveal the doctor’s very particular approach to Darwinism. This approach has in its core, the concept that certain changes can be guided in individuals in order to accomplish population’s wished profiles. When relating the Miranda Azevedo’s Darwinist discourse to his activities and to the moment of crisis, which Brazil was going through, we can realize certain aspects that influenced the doctor’s approach to the Darwin’s theory of biological evolution. The importance of environmental stimulus in producing and developing characteristics of the individuals within the population, and the consequent transmission of such characteristics to descendants can be sufficiently adequate for individuals or groups concerned about attempting to produce citizens capable of bringing improvements to the nation.
Keywords: Darwinismo
Augusto César de Miranda Azevedo
Disclosure of darwinism
keywords: Darwinismo
Augusto César de Miranda Azevedo
Divulgação do darwinismo
DeCS: Evolução Biológica
História do Século XIX
Brasil
Issue Date: 2004
Citation: CID, Maria Rosa Lopez. O aperfeiçoamento do homem por meio das eleção: Miranda Azevedo e a divulgação do darwinismo, no Brasil, na década de 1870. 2004. 134 f. Dissertação (Mestrado em História das Ciências e da Saúde) - Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2004.
Date of defense: 2004
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Casa de Oswaldo Cruz
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde
Copyright: open access
Appears in Collections:COC - PPGHCS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
43.pdf964.99 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.