Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/6110
Title: Médicos e padres: maternidade e representações dos papéis sociais da mulher (1860-1870)
Advisor: Ferreira, Luiz Otávio
Authors: Brotto, Renata Batista
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Casa de Oswaldo Cruz. Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Esta dissertação tem por objetivo investigar as representações femininas produzidas pela Igreja Católica em dois jornais – A Cruz e O Apóstolo – que circularam no Rio de Janeiro nas décadas de 1860 e 1870. Nesse contexto, o discurso católico proclamava a necessidade de reformar a sociedade brasileira e, para isso, elegeu a mulher – a partir da valorização da maternidade – como principal agente dessa transformação. A partir do interesse em comum de reforma social e afirmação da maternidade como papel social da mulher, destacamos e analisamos pontos de convergência e divergência entre o discurso católico e o discurso médico-científico. No quadro da produção de novas representações de comportamento moral e social da mulher, destacamos o processo de construção do duplo significado da maternidade, ora privilegiada a partir da dimensão de sua função religioso-moral por parte dos padres, ora tratada como função higiênico-social por parte dos médicos, porém compreendida por ambos como função moral e social da mulher.
Abstract: This thesis aims at investigating the feminine representation produced by the Catholic Church in two newspapers – A Cruz and O Apóstolo – which circulated in Rio de Janeiro in the1860’s and 1870’s decades. In that context, the catholic speech proclaimed the necessity of modifying the Brazilian society and therefore elected the woman – based on the motherhood valuation – as the leading agent of this modification. From the common interest of social reformation and the motherhood reinforcement as social woman’s role, it is possible to emphasize and analyze points of convergence and divergence between the catholic speech and the medical-scientific speech. In the production of the recent moral and social behavior representations of the woman, we highlight the double meaning construction of the motherhood process, at times being privileged because of the dimension of its religious-moral function by the priests, at times being considered as hygienic-social function by the doctors, being however comprehended by both sides as the moral and social functions of the woman.
Keywords: Maternity
Role of woman
Catholic community
Scientific community
keywords: Maternidade
Papel da mulher
Comunidade católica
Comunidade científica
DeCS: Publicações Periódicas como Assunto
Catolicismo
Mulheres
Responsabilidade Social
História do Século XIX
Brasil
Issue Date: 2009
Citation: BROTTO, Renata Batista. Médicos e Padres: maternidade e representações dos papéis sociais da mulher (1860-1870). 2009. 138 f. Dissertação (Mestrado em História das Ciências e da Saúde) - Fundação Oswaldo Cruz. Casa de Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2009.
Date of defense: 2009
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Casa de Oswaldo Cruz
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde
Copyright: open access
Appears in Collections:COC - PPGHCS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
32.pdf878.04 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.