Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/6160
Title: Prevalência e fatores associados às geo-helmintíases em crianças residentes em municípios com baixo IDH no Norte e Nordeste brasileiros / Prevalence and factors associated with geohelminth infections in children living in municipalities with low HDI in North and Northeast Brazil
Authors: Fonseca, Eduardo Oyama Lins
Teixeira, Maria da Glória
Barreto, Maurício Lima
Carmo, Eduardo Hage
Costa, Maria da Conceição Nascimento
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz. Salvador, BA, Brasil
Universidade Federal da Bahia. Instituto de Saúde Coletiva. Salvador, BA, Brasil
Universidade Federal da Bahia. Instituto de Saúde Coletiva. Salvador, BA, Brasil
Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância da Saúde. Brasília, DF, Brasil
Universidade Federal da Bahia. Instituto de Saúde Coletiva. Salvador, BA, Brasil
Abstract: Para determinar a prevalência de geo-helmintíases e identificar fatores associados a sua ocorrência, foram realizados inquéritos coprológicos em amostra de crianças entre 5 e 14 anos de idade, residentes em dez municípios brasileiros com baixo Índice de Desenvolvimento Humano. Aplicou-se questionário aos responsáveis, obtendo-se informações sócio-econômicas e ambientais e foi feita coleta de fezes. Estimaram-se prevalências de geohelmintos segundo variáveis de interesse e se avaliaram os fatores de risco mediante regressão logística multinível. Das 2.523 crianças estudadas, 36,5 por cento eram portadoras de um ou mais geohelmintos (Ascaris lumbricoides 25,1 por cento; ancilostomídeos 15,3 por cento, Trichuris trichiura 12,2 por cento). A proporção de geo-helmintíases para o conjunto na zona rural foi 45,7 por cento; na urbana, 32,2 por cento. Baixa renda familiar (OR = 1,75; 1,38-2,23), baixa escolaridade materna (OR = 1,69; 1,39-2,06), presença de lixo próximo ao domicílio (OR = 1,50; 1,22-1,84) e maior número de pessoas no domicílio (OR = 1,41; 1,17-1,71) mostraram-se associadas a tais infecções. Conclui-se que a ocorrência destas parasitoses está relacionada às condições sócio-econômicas e evidencia a importância de intervenções públicas direcionadas à melhoria das condições de vida para sua prevenção.
Abstract: Stool surveys were conducted to estimate the prevalence and identify risk factors for geohelminth infections among children in ten Brazilian municipalities with low human development indices (HDI). Socioeconomic and environmental data were obtained from the children's parents or guardians, and stool samples were examined. The proportion of geohelminth infections according to target variables was calculated. Risk factors were evaluated using multilevel logistic regression. Of the 2,523 children, 36.5 percent were infected with one or more geohelminths (Ascaris lumbricoides, 25.1 percent; hookworm, 15.3 percent; Trichuris trichiura, 12.2 percent). Overall prevalence of geohelminth infections was 45.7 percent in rural areas and 32.2 percent in urban areas. Low family income (OR = 1.75; 1.38-2.23), low maternal schooling (OR = 1.69; 1.39-2.06), presence of garbage near the home (OR = 1.50; 1.22-1.84), and number of individuals in the household (OR = 1.41; 1.17-1.71) were associated with infection. In conclusion, geohelminth infections were closely related to socioeconomic conditions, thus emphasizing the importance of targeted public interventions to improve living conditions as part of sustainable prevention.
keywords: Helminthiasis
Parasitic Diseases
Child
DeCS: Fezes/parasitologia
Helmintíase/epidemiologia
Ancilostomíase/diagnóstico
Ancilostomíase/epidemiologia
Ascaríase/diagnóstico
Ascaríase/epidemiologia
Brasil/epidemiologia
Estudos Transversais
Helmintíase/diagnóstico
Helmintíase/parasitologia
Prevalência
Fatores de Risco
Fatores Socioeconômicos
Tricuríase/diagnóstico
Tricuríase/epidemiologia
Adolescente
Animais
Criança
Pré-Escolar
Feminino
Humanos
Masculino
Issue Date: 2010
Citation: FONSECA, E. O. L. et al. Prevalência e fatores associados às geo-helmintíases em crianças residentes em municípios com baixo IDH no Norte e Nordeste brasileiros / Prevalence and factors associated with geohelminth infections in children living in municipalities with low HDI in North and Northeast Brazil. Cadernos de Saúde Pública, v. 26, n. 1, p. 143-152, jan. 2010.
ISSN: 0102-311X
Copyright: open access
Appears in Collections:BA - IGM - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Fonseca, Eduardo Oyama Lins et al. Prevalence and factors....pdf103.71 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.