Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/6189
Title: O uso de estratégias de comunicação e a pesquisa científica colaborativa: o estudo de caso do Programa Integrado da Doença de Chagas
Advisor: Teixeira, Márcia de Oliveira
Members of the board: Costa, Maria da Conceição
Camargo Júnior, Kenneth Rochel
Teixeira, Márcia de Oliveira
Authors: Landi, Ana Carolina Pereira
Coadvisor: Machado, Carlos José Saldanha
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: A dissertação O uso de estratégias de comunicação e a pesquisa científica colaborativa: o estudo de caso do Programa Integrado da Doença de Chagas (PIDC) investiga de que forma a iniciativa de rede de pesquisa científica colaborativa utiliza as ferramentas de comunicação eletrônicas (internet, e-mail, programas de mensagens instantâneas, entre outros) ou não, as publicações e relatórios e sua relação com o processo de produção de conhecimentos científicos, além de também trazer à luz o papel da comunicação para a dinâmica da colaboração científica. Para esse estudo, foram realizadas entrevistas abertas e semi-estruturadas com dois coordenadores gerais, um coordenador e dois pesquisadores de cada uma das cinco redes do Programa (Rede 1 - Medicamentos, terapêutica e ensaios clínicos; Rede 2 - Taxonomia de vetores e ecologia de ciclos de transmissão do Trypanosoma cruzi; Rede 3 - Diagnóstico; Rede 4 - Fisiopatogenia; Rede 5 - Educação e Divulgação), com o intuito de entender de que forma os colaboradores vêem e se apropriam (ou não) de estratégias de comunicação para a coordenação desses centros. A conclusão mostrou que os colaboradores do Programa Integrado da Doença de Chagas entendem a disposição em redes colaborativas como uma oportunidade de otimização, articulação e multidisciplinaridade para a pesquisa. A comunicação informal mantém sua prevalência, mas as Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) tem consolidado seu espaço no campo da pesquisa científica colaborativa: o principal meio de comunicação entre as redes é o correio eletrônico (e-mail), seguidos por telefone e, apenas 10%, por videoconferência via Skype. As redes sociais (Facebook, Twitter, entre outras), em voga no momento, quando utilizadas, são para uso pessoal. A presença de um mediador para a comunicação institucional do Programa foi um tópico importante nessa interação. Por fim, mais do que uma forma de contato com os colegas como uma forma de otimizar a produção de conhecimento, o conceito de comunicação para os colaboradores do Programa Integrado da Doença de Chagas carrega traços de acountabililty e noções de “retorno do investimento da pesquisa para a sociedade”.
Abstract: “The use of communication strategies and collaborative scientific research: a case study of the Integrated Program of Chagas Disease (PIDC)” investigates how the initiative in scientific collaborative research network uses the tools of electronic communication (internet, e- mail, instant messaging programs, etc.) or not, the publications and reports and their relationship with the production of scientific knowledge, and also bring to light the role of communication for the dynamics of scientific collaboration. For this study, interviews were held open and semi-structured interviews with two general coordinators, a coordinator and two researchers from each of the five networks Program (Network 1 - medicines, therapy and clinical trials; Network 2 - Taxonomy and ecology of vectors transmission cycles of Trypanosoma cruzi; Network 3 - Diagnosis; Network 4 - Pathophysiology; Network 5 - Education and Outreach) in order to understand how the employees see and appropriate (or not) of communication strategies for the coordination these centers. The conclusion showed that employees of the Integrated Program of Chagas Disease willingness to understand the collaborative networks as an opportunity for optimization, joint and multidisciplinary approach to research. Informal communication keeps its prevalence, but the Information and Communication Technologies (ICTs) has consolidated its place in the field of scientific research collaborative: the primary means of communication between the networks is electronic mail (email), followed by telephone and only 10%, by video conference via Skype. Social networks (Facebook, Twitter, etc.), in vogue at the moment, when used, are for personal use. The presence of a mediator to the institutional communication of the program was an important topic in this interaction. Finally, more than one form of contact with colleagues as a way to optimize the production of knowledge, the concept of communication to employees of the Integrated Program of Chagas Disease carries traits of acountability and notions of "return on investment research to society”.
keywords: Pesquisa científica colaborativa
Comunicação científica
Divulgação científica
Tecnologias de Informação e Comunicação
DeCS: Comunicação e Divulgação Científica
Pesquisa Participativa Baseada na Comunidade
Comunicação em Saúde
Projetos de Tecnologias de Informação e Comunicação
Issue Date: 2012
Citation: LANDI, Ana Carolina Pereira. O uso de estratégias de comunicação e a pesquisa científica colaborativa: o estudo de caso do Programa Integrado da Doença de Chagas. 2012. 97 f. Dissertação (Mestrado em Informação e Comunicação em Saúde) - Fundação Oswaldo Cruz, Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde, Rio de Janeiro, 2012.
Date of defense: 2012
Place of defense: Rio de Janeiro / RJ
Department: Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde
Program: Programa de Pós-Graduação em Informação e Comunicação em Saúde
Copyright: open access
Appears in Collections:ICICT - PPGICS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Ana Carolina Landi.pdf1.44 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.