Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/632
Title: Aplicação da mortalidade hospitalar após a realização de cirurgia de revascularização do miocárdio para monitoramento do cuidado hospitalar
Other Titles: Use of hospital mortality rates following coronary artery bypass graft surgery to monitor hospital care
Authors: Noronha, José Carvalho de
Martins, Mônica Silva
Travassos, Claudia Maria de Rezende
Campos, Mônica Rodrigues
Maia, Paula
Panezzuti, Rogério
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Informação Científica e Tecnológica. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Informação Científica e Tecnológica. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Informação Científica e Tecnológica. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Informação Científica e Tecnológica. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Este estudo classificou os hospitais vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS) do Brasil com base no desempenho para a realização de cirurgia de revascularização do miocárdio, entre 1996 e 1998, com o uso da taxa de mortalidade hospitalar ajustada pelo risco de morrer. Foram estudados 76 hospitais (58,00% do total) que realizaram mais de 150 cirurgias no período, correspondentes a 38.962 cirurgias (92,10% do total), que foram classificados como desviantes altos ou baixos, de acordo com a razão entre o número observado e o esperado de óbitos para cada hospital. A taxa global de mortalidade hospitalar foi de 7,20%. Para o grupo de pacientes operados nos hospitais desviantes baixos, foi de 3,48%, e, de 13,96% para os desviantes altos. A metodologia tem utilidade para discriminar os hospitais brasileiros com relação à mortalidade pós cirurgia de revascularização do miocárdio e pode ser um instrumento útil para identificação daqueles que possam apresentar problemas de qualidade.
Abstract: Brazilian hospitals performing coronary artery by-pass graft surgery (CABG) from 1996 to 1998 and covered by the Ministry of Health were ranked according to their risk-adjusted hospital mortality rates. Seventy-six hospitals that performed more than 150 CABGs (total of 38,962 surgical interventions) were classified as low or high outliers according to the ratio between observed and expected hospital mortality rates. Overall hospital mortality rate was 7.20%. The rate was 3.48% among patients treated in the low outliers and 13.96% among the high outliers. The methodology was useful for discriminating Brazilian hospitals according to their post-CABG mortality rates and may be a useful tool for identifying hospitals with possible quality- of-care problems.
Keywords: Serviços de Saúde
Revascularização Miocárdia
Mortalidade Hospitalar
Cirurgia
Keywords: Health Services
Myocardial Revascularization
Hospital Mortality
Surgery
Issue Date: 2004
Publisher: Escola Nacional de Saúde Pública/ Fundação Oswaldo Cruz
Citation: NORONHA, J. C. et al. Aplicação da mortalidade hospitalar após a realização de cirurgia de revascularização do miocárdio para monitoramento do cuidado hospitalar. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 20, p. S322-S330, 2004. Suplemento 2.
ISSN: 0102-311X
Copyright: open access
Appears in Collections:ENSP - Artigos de Periódicos
ICICT - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Travassos_Aplicacao da mortalidade_2004.pdf77.12 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.