Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/7060
Title: Efeitos anti-hipertensivos e microcirculatórios do extrato hidro-alcóolico de Echinodorus grandiflorus (chapéu de couro) em ratos espontaneamente hipertensos
Advisor: Lessa, Marcos Adriano da Rocha
Microcirculação
Members of the board: Frutuoso, Valber da Silva
Garzoni, Luciana Lopes de Almeida Ribeiro
Sabino, Bruno Duarte
Authors: Conceição, Fabiana Gomes da
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Abstract: Introdução: A hipertensão arterial é um grande desafio para a saúde pública, e quando não tratada, predispõe à morbidade cardiovascular e morte prematura. É sabido que grande parte do aumento da resistência vascular na hipertensão é determinada no nível microvascular e evidências recentes sugerem que uma redução na densidade capilar pode contribuir significativamente para a elevação da resistência vascular e, conseqüentemente, a pressão arterial, tanto em humanos quanto em animais de experimentação. O Echinodorus grandiflorus (EG), uma planta distribuídas em todo o Brasil, tem sido utilizada na medicina popular para tratar hipertensão e doenças inflamatórias. No entanto, não há estudos farmacológicos sobre os efeitos biológicos do extrato. Objetivos: Investigar os efeitos do extrato hidro-alcóolico de Echinodorus grandiflorus sobre a densidade capilar funcional e estrutural da pele, músculo esquelético e do coração em ratos espontaneamente hipertensos. Métodos: Para tanto, foram utilizados 10 Wistar-Kyoto (WKY) e 40 animais SHR. Os animais foram divididos em 5 grupos que receberam veículo (SHR, o grupo controle hipertensos e Wistar, o grupo controle normotenso) e EG (dose 50 mg/kg, 100 mg/kg e 200 mg/kg) durante 28 dias por gavagem. A pressão arterial sistólica e a freqüência cardíaca foram mensurados semanalmente por pletismografia caudal. A densidade capilar funcional foi avaliada no músculo gracil e da pele da orelha, utilizando videomicroscopia intravital após a injeção intravenosa de fluoresceína acoplado ao dextran. A densidade capilar estrutural foi estudada na musculatura esquelética e do ventrículo esquerdo, utilizando análise histológica com FITC acoplado a lectina griffonia simplicifolia, que pode identificar as células endoteliais. Resultados: O tratamento oral com EG diminuiu a pressão sanguínea sistólica em diferentes doses. O tratamento com o EG nas doses de 100 mg/kg e 200 mg/kg reverteu completamente a rarefação capilar funcional no músculo esquelético e pele (316 ± 60 e 353 ± 93 capilares/mm2; 319 ± 56 e 384 ± 70 capilares/mm2, p <0,05, respectivamente) em relação ao grupo controle hipertensos (231 ± 11 e 248 ± 14 capilares/mm2). A análise histológica mostrou que o grupo SHR apresentaram uma menor relação capilar/fibra no músculo esquelético (WKY + VEI 1,94 ± 0,09 e SHR + VEI 1,46 ± 0,05 capilar/fibra no músculo, P <0,05) e o tratamento com EG reverteu a rarefação capilar estrutural nos animais tratados com a dose de 200 mg/kg. A relação capilar/fibra no ventrículo esquerdo de SHR também foi reduzida (WKY + VEI 0,27 ± 0,08 e SHR + VEI 0,20 ± 0,01, P <0,05). Tratamentos com EG não teve efeito na rarefação capilar estrutura do ventrículo esquerdo. Conclusão: O tratamento crônico com EG foi capaz de reduzir a pressão sistólica e capaz de reverter completamente a rarefação capilar funcional e estrutural, na dose mais alta, em animais espontaneamente hipertensos.
Abstract: Introduction: Hypertension is a major challenge to public health, and when untreated, predisposes to cardiovascular morbidity and premature death. It is known that most of the increase in vascular resistance in hypertension, cause of damage to target organs is determined in the microvascular level and recent evidence suggests that a reduction in capillary density may contribute significantly to the elevation of vascular resistance and, consequently, the blood pressure both in humans and in animals for experimentation. The Echinodorus grandiflorus (EG), a plant and distributed throughout Brazil, has been used in folk medicine for treating hypertension and inflammatory diseases. However, no pharmacological studies on the biological effects of the extract. Objectives: Investigate the effects of an extract Echinodorus grandiflorus on the structural and functional capillary density of the skin, skeletal muscle and heart in spontaneously hypertensive rats. Methods: For that, we purpose used 10 Wistar-Kyoto (WKY) and 40 SHR animals. The animals were divided into 5 groups that received vehicle (SHR, the hypertensive and Wistar control group, the normotensive control group) and SHR that received different doses of EG (50 mg/kg, 100 mg/kg and 200 mg/kg) for 28 days by gavage. The systolic blood pressure and heart rate were measured weekly by photopletismography. Functional capillary density was evaluated in the gracilis muscle and ear’s skin using intravital videomicroscopy after intravenous injection of fluoresceine coupled to dextran. Structural capillary density was studied in the skeletal muscle and left ventricle using histological analysis with a FITC-conjugated Griffonia simplicifolia I lectin, which can identify endothelial cells. Results: The oral treatment with EG decreased the systolic blood pressure in the different groups. Treatment with EG 100 and EG 200 completely reversed the capillary rarefaction functional in skeletal muscle and skin (316 ± 60 and 353 ± 93 ± capillaries/mm2; 319 ± 56 and 384 ± 70 capillaries/mm2, p <0.05, respectively) compared to the hypertensive group (231 ± 11 and 248 ± 14 capillaries/mm2). Histological analysis showed that SHR had a lower capillary-to-fiber ratio in the skeletal muscle (WKY + VEI 1,94 ± 0,09 and SHR + VEI 1,46 ± 0,05 capillary/fiber muscular, P < 0.05) and EG reversed structural capillary rarefaction in animals treated with a dose of 200 mg/kg. Capillary volume density-to-fiber volume density ratio in the left ventricle of SHR was also reduced (WKY + VEH 0.27 ± 0.08 and SHR + VEH 0.20 ± 0.01, P < 0.05). Treatments with EG had no effect on structural capillary rarefaction. Conclusion: The chronic treatment with EG was able to reduce systolic pressure and able to completely reverse the capillary rarefaction functional and structural, at highest dose, in spontaneously hypertensive animals.
keywords: Echinodorus grandiflorus
DeCS: Hipertensão
Ratos Endogâmicos SHR
Issue Date: 2011
Citation: CONCEIÇÃO, Fabiana Gomes da. Efeitos anti-hipertensivos e microcirculatórios do extrato hidro-alcóolico de Echinodorus grandiflorus (chapéu de couro) em ratos espontaneamente hipertensos. 2011. x, 59f. Dissertação (Mestrado em Biologia Celular e Molecular) – Fundação Oswaldo Cruz, Instituto Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2011.
Date of defense: 2011-07-27
Place of defense: Rio de janeiro/RJ
Department: Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - PGBCM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
fabiana_conceicao_ioc_mest_2011.pdf867.4 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.