Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/7821
Title: Gênero, Ciência & Tecnologia e Saúde: apontamentos sobre a participação feminina na pesquisa na Fundação Oswaldo Cruz
Advisor: Guimarães, Maria Cristina Soares
Members of the board: Leta, Jacqueline
De La Rocque, Lucia
Oliveira, Gilda Olinto de
Silva, Cícera Henrique da
Bochner, Rosany
Authors: Rodrigues, Jeorgina Gentil
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação em Informação Científica e Tecnológica em Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Abstract: Trata-se de um estudo descritivo-exploratório, de caráter quantitativo, que teve por objetivo delinear a participação feminina no esforço de pesquisa realizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), especialmente nos anos recentes. A fonte inicial para levantamento de dados foi a Diretoria de Recursos Humanos (Direh) da Fiocruz, com vistas a identificar o contingente de servidores e servidoras com titulação de doutorado. Até maio de 2012, havia na Fiocruz um total de 1.064 servidore(a)s com titulação de doutorado, sendo 654 (61,5%) mulheres e 410 (38,5%) homens. Consulta ao Portal Transparência (http://www.portaltransparencia.gov.br/), permitiu identificar o total de servidore(a)s que entraram por concurso público, e que no momento do estudo possuíam titulação de doutorado, identificou um total de 571 servidore(a)s, sendo 346 (60,6%) mulheres e 225 (39,4%) homens. A partir desse universo, o passo seguinte foi a busca dos respectivos currículos cadastrados na Plataforma Lattes, utilizando-se a ferramenta ScriptLattes (http://scriptlattes.sourceforge.net). As análises realizadas cobriram o período 1996-2013. Esse conjunto de currículos foi baixado em uma base de dados especialmente desenhada para recebê-los e, em seguida, o total de referências foram migradas e tratadas em um software de mineração de dados, o VantagePoint®, o que permitiu análises quantitativas da produção acadêmica e técnica, das orientações, do acesso às bolsas de produtividade e de prêmios. Em paralelo, uma segunda perspectiva de análise documental foi realizada com vistas a mapear a participação feminina em postos de tomada de decisão na Fiocruz. Os resultados apontam que ainda que a produção bibliográfica das mulheres em números absolutos seja maior que a dos homens, a média de artigos publicados pelos homens (19,2 artigos/homem) é 51,6% maior que a produção pelas mulheres (12,6 artigos/mulher). No grupo das produções técnicas, as mulheres apresentam produção superior a dos homens. Em relação às orientações, os homens assumem maior número orientações de doutorado que as mulheres. As mulheres superam os homens nas orientações Lato Sensu. No total de projetos de pesquisa, os homens apresentam uma produção superior (11,5%) às mulheres. No que diz respeito à bolsa de Produtividade do CNPq, os homens também predominam, ainda que a proporção de bolsistas mulheres cresça nas diferentes modalidades, mas diminui na medida em que cresce o nível hierárquico da bolsa. Os dados parecem ainda confirmar estudos prévios no que diz respeito à presença feminina na área pesquisa em Ciências Biológicas (38,41%), ainda que as Ciências da Saúde respondam também pela presença feminina de forma equivalente (31,94%). Os dados sugerem, no geral, segregação hierárquica (ou vertical), fenômeno conhecido na literatura como “teto de vidro”, caracteriza-se pela menor velocidade na ascensão da carreira pelas mulheres, em comparação com a progressão profissional masculina, o que resulta na sub-representação das mulheres nos postos de tomada de decisão e, consequentemente, limita o alcance de posições de maior prestígio na Instituição.
Abstract: This quantitative, descriptive, exploratory study aimed to delineate women’s participation in recent research conducted by the Oswaldo Cruz Foundation (Fundação Oswaldo Cruz - Fiocruz). The initial data source was the Human Resources Directory (Diretoria de Recursos Humanos - Direh) at Fiocruz, which was used to identify the number of employees with PhD degree. As of May 2012, there were a total of 1,064 Fiocruz employees with PhD, of whom 654 (61.5%) were female and 410 (38.5%) were male. The Brazilian Portal of Transparency website (http://www.portaltransparencia.gov.br/) was used to identify the total number of employees who had completed a civil service examination and had a PhD degree at the time of the study. The website identified a total of 571 employees, of whom 346 (60.6%) were female and 225 (39.4%) were male. The ScriptLattes tool (http://scriptlattes.sourceforge.net) was then used to search for curriculum vitae (CV) that were registered in the Lattes Platform for the period from 1996 to 2013. This set of CVs was downloaded into a specially designed database, and all references were transferred to and analyzed with the data mining software VantagePoint®, which enables quantitative analyses of academic and technical production, supervision, access to productivity scholarships and awards. A second document analysis was performed to map women's participation in decision-making positions at Fiocruz. The results indicate that although women’s bibliographic production in absolute numbers is greater than men's, the average number of articles published by men (19.2 articles/man) is 51.6% higher than the number of articles published by women (12.6 articles/woman). In terms of technical production, women have higher production than men. In relation to supervision, men assume a greater number of PhD students than women, but women outnumber men in Lato Sensu supervisions. In terms of the total number of research projects, men have 11.5% higher production than women. With regard to the Productivity Scholarship from the National Council for Scientific and Technological Development (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq), men also predominate, although the proportion of women fellows grows in different ways but decreases as the hierarchical level of scholarship increases. These data provide evidence in support of previous studies regarding the presence of women in research in the biological sciences (38.41%), although research in the health science have a similar female presence (31.94%). In general, the data suggest hierarchical (or vertical) segregation, a phenomenon known in the literature as the “glass ceiling”, which is characterized by a slower rise in career for women compared to men. This disadvantage results in the underrepresentation of women in positions of decision-making, and women are limited from reaching the most prestigious positions in the institution.
Keywords: Gender and Science
Female Scientific Production
Oswaldo Cruz Foundation
keywords: Gênero e Ciência
Produção Científica Feminina
Fundação Oswaldo Cruz
DeCS: Atividades Científicas e Tecnológicas
Mulheres
Pesquisadores
Identidade de Gênero
Issue Date: 2014
Citation: RODRIGUES, Jeorgina Gentil. Gênero, Ciência & Tecnologia e Saúde: apontamentos sobre a participação feminina na pesquisa na Fundação Oswaldo Cruz. 2014. Tese (Doutorado em Informação, Comunicação em Saúde) – Fundação Oswaldo Cruz, Instituto de Informação Científica e tecnológica em Saúde, Rio de Janeiro, 2014.
Date of defense: 2014-02-26
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Instituto de Comunicação em Informação Científica e Tecnológica em Saúde
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Informação e Comunicação em Saúde
Copyright: open access
Appears in Collections:ICICT - PPGICS - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JEORGINA_GENTIL RODRIGUES -TESE 2014 - PDF - OK.pdf5.97 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.