Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/8040
Title: Medicina e narrativa: os entendimentos de médicos completando o Programa de Residência Médica em Pediatria sobre a Semiologia e o desenvolvimento do raciocínio clínico na “ciência” e na “arte” do cuidar
Advisor: Wuillaume, Susana Maciel
Authors: Aquino, Leda Amar de
Coadvisor: Cardoso, Maria Helena Cabral de Almeida
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Fernandes Figueira. Departamento de Ensino. Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e da Mulher. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Essa tese tem como objeto de estudo os entendimentos que médicos ao término de um Programa de Residência Médica demonstram ter acerca das características do ofício, da Semiologia Médica e do desenvolvimento do raciocínio clínico, tendo como ponto de partida o questionamento da compreensão do papel de narrativa na construção do conhecimento médico. O objetivo geral foi analisar e discutir as características da Medicina, da Semiologia Médica e do desenvolvimento do raciocínio clínico, e os específicos: 1) investigar qual a compreensão acerca do ofício médico e os principais atributos que o constituem; 2) identificar e debater o papel auferido à Semiologia e a partir dela o desenvolvimento do raciocínio clínico e, por fim, 3) analisar o lugar dado à narrativa na construção do conhecimento médico. Para tanto adotou-se uma abordagem qualitativa, utilizando-se entrevistas semi estruturadas baseadas num roteiro temático. A análise dos dados seguiu a análise de conteúdo, na modalidade temática, conjugada a um outro tipo de análise envolvendo processos de codificação aberta e fechada. Os resultados foram divididos em dois artigos. O primeiro expõe como os médicos centraram sua caracterização da Medicina, como uma ciência e uma arte, enfatizando a humanização, o cuidar e a integralidade como inerentes à profissão, assim como o dom, o sacerdócio e o pastorado como atributos essenciais ao exercício do ofício. O segundo aborda a importância e a compreensão da Semiologia Médica, assim como o desenvolvimento do raciocínio clínico, deixando claro como o conhecimento médico contém uma espistemologia narrativa sem, contudo, os médicos entrevistados possuírem consciência disso. Conclui-se que o ofício da Medicina está absolutamente imbricado à narratologia, porque o exercício da clínica, o ensino e a pesquisa estão marcadas com o contar, escutar ou criar histórias. É a competência narrativa que dá ao médico meios para compreender o paciente e a própria doença que o acomete, pois pensando narrativamente ordena os eventos no tempo e no espaço, que o leva a formular hipóteses diagnósticas e buscar a conduta terapêutica mais adequada.
Abstract: This thesis’s object of study is the understanding that doctors who are finishing the Medical Residency Program demonstrate about professional attributes, Medical Semiology and management clinical reasoning, from questioning the comprehension about the importance of the narrative in the construction of the medical knowledge. The general objective was to analyze and discuss the particularities of medicine, Medical Semiology and development of clinical reasoning. The specific objectives are: i) investigate what is the comprehension of the medical practice and its main attributes; ii) identify and discuss the role given to the Semiology into the development of clinical reasoning and finally iii) analyze the place reserved to the narrative in the construction of medical knowledge. Therefore, it was adopted a qualitative approach, using interviews based on a thematic guide. The data analysis followed the content analysis, in the thematic modality, gathered with other kind of analysis involving open and closed codification processes. The results were divided in two articles. The first shows how doctors centered their characterization of medicine, as a science and an art, emphasizing the humanization, the care and the integrality as inherent to the profession, just as gift, priesthood and pastorate as essential attributes to the exercise of medical practice. The second article expresses the importance and the comprehension of the Medical Semiology, as well as the development of clinical reasoning, clearing out that the medical knowledge contains a narrative epistemology, without, however, the interviewed doctor’s having conscience of it. The conclusion is that the Medical profession is absolutely entangled to narratology, because the clinical exercise, the teaching and the research are marked with the telling, listening or creating stories. It’s the narrative competency that gives the doctor the means to comprehend the patient and the illness that affects him, because thinking narratively puts an order to the events in time and in space, which takes him to formulate differencial diagnosis and to seek the most accurate therapeutic conduct.
Keywords: Medicine
Signs and Symptoms
Clinical Competence
Narration
keywords: Medicina
Sinais e Sintomas
Competência Clínica
Narração
DeCS: Medicina
Competência Clínica
Narração
Issue Date: 2011
Publisher: Instituto Fernandes Figueira
Citation: AQUINO, Leda Amar de. Medicina e narrativa: os entendimentos de médicos completando o Programa de Residência Médica em Pediatria sobre a Semiologia e o desenvolvimento do raciocínio clínico na “ciência” e na “arte” do cuidar. 2011. 119 f. Tese (Doutorado em Saúde da Criança e da Mulher)-Instituto Fernandes Figueira, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2011.
Date of defense: 2011-09
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Departamento de Ensino
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Fernandes Figueira
Program: Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e da Mulher
Copyright: open access
Appears in Collections:IFF - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Leda Aquino.pdf1.19 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.