Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/8315
Title: As condições crônicas de saúde na infância e adolescência e as tessituras do cuidado
Advisor: Moreira, Martha Cristina Nunes
Authors: Alves, Camila Aloisio
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente. Departamento de Ensino. Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e da Mulher. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: O presente trabalho teve como objeto de estudo o cuidado às condições crônicas de saúde de crianças e adolescentes, caracterizado pela interação e relação entre diferentes sujeitos, pelo elevado tempo médio de internação, pela transformação das vidas de crianças e familiares, pelos processos de alta e reinternações, pela demarcação de locais específicos para sua produção e reprodução e pela utilização de recursos e insumos tecnológicos, tendo o conhecimento científico e a academia perpassando como fontes produtoras de saber e de práticas. Buscou compreender como se constrói o cuidado às condições crônicas de saúde da criança e do adolescente em hospitais de média e alta complexidade. Para tanto, foi necessário analisar a produção do cuidado às condições crônicas de saúde de crianças e adolescentes em hospitais de média e alta complexidade; compreender as relações entre profissionais e usuários (pacientes e familiares) na dinâmica dos serviços e entender como se estabelecem as redes de apoio sócio-assistenciais envolvidas com o cuidado às condições crônicas de saúde de crianças e adolescentes. O estudo utilizou a abordagem qualitativa, assentada no arcabouço teórico da microssociologia, que buscou compreender as interações e os códigos sociais dos sujeitos em estudo. Os locais de estudo foram enfermarias de Neonatologia, Pediatria e Cirurgia Pediátrica de hospitais de referência no cuidado às condições crônicas de saúde da criança, ambos situados no Município do Rio de Janeiro. O sujeitos de pesquisa foram profissionais e mães de crianças internadas. Como recursos método lógicos, foram realizadas observações de campo e entrevistas. Através dos resultados, pôde-se compreender que o paciente crônico estabelece, desde o diagnóstico, uma forte interação com os profissionais e com os serviços de saúde. São condições que alteram a rotina de vida dos familiares e pacientes, que passam a conviver com o universo hospitalar, dependência de tecnologias e necessidade de aprendizagem de novos conhecimentos. Para os profissionais atuar nesse cuidado exige enfrentar lacunas entre o model o de formação, centrado na busca pela cura e salvação, e as realidades dos pacientes, que demandam cuidado e atenção. Por isso, é um cuidado também assumido como difícil e desgastante, demandando dedicação, empenho, especialização e doação. Nesse sentido, a produção do cuidado mostrou-se fortemente marcada pelo modelo de formação biomédico, pelos avanços tecnológicos e científicos. É um cuidado que acontece por meio e através de muitas interações sociais, relacionando profissionais, usuários e familiares. Com isso, o fator comunicacional é fundamental para ser possível diminuir as lacunas entre os sujeitos. Trata-se de um cuidado que demanda e conforma redes entre os sujeitos e as instituições, as quais se apresentam ora mais consolidadas, ora mais incompletas, colocando como questão a necessidade de estruturação de rede de saúde e seus serviços. Conclui-se que a vivência de uma condição crônica não é somente um traço da transição epidemiológica, nem apenas um processo de trabalho que envolve tecnologias do cuidado, mas também refere-se a produção de novas relações, dimensões socioculturais que precisam ser perspectivadas através de suas potencialidades de transformar os saberes, os conhecimentos e as práticas.
Abstract: The present work have as subject of the sutdy the care given for chronic health conditions of children and adolescentes, characterized by the interaction and relationship between different individuals, for the high aver age length of stay, the transformation of the lives of childrens and relatives, by the processes of high readmissions, the demarcation of specific locations for their production and reproduction and the use of res ources and technological inputs, having the scientific knowledge and the academy permeating as source producers of guideline and practices. Sought to understand how to build care for chronic health conditions of children and adolescents in hospitals of medium and high complexity. Therefore, it was necessary to analyze the production of care for chronic health conditions of children and adolescents in hospitals of medium and high complexity; understand the relationships between professionals and patients and families in the dynamics of services and understand how to establish networks of social assistance support involved with the care of chronic health conditions in children and adolescents . The study used a qualitative approach setting in the theoretical framework of microsociology, which sought to understand the interactions and social co des of the subjects under study The study sites were wards of Neonatology, Pediatrics and Pediatric Surgery of referral hospital care for chronic health conditions of children , both located in the city of Rio de Janeiro. The research subjects were professionals and mothers of hospitalized children. As methodological resources, field observations and interviews were conducted. Through the results, we could understand that since the diagnosis, the chronic patient establishes a strong interaction with professionals and health services. These conditions alter the routine of family members and the patient, which now live with the hospital environment, dependence on technology and need for learning new knowledge. For professionals act is this care requires addressing gaps between the training model, centered on the quest for healing and salvation, and the realities of patients that require care and attention. So it is also assumed as a difficult and exhausting care, demanding dedication, commitment, expertise and donation. In this sense, the production of care showed being strongly marked by the model of biomedical formation, and by technological and scientific advances. It is a care that happens by and through many social interactions, linking professionals, users and families. Thus, the communicative factor is crucial to be able to decrease the gaps between subjects. It is a caution that demand and linked networks among individuals and institutions, which sometimes present more consolidate, sometimes more incomplete, putting as question the need for structuring the health network and its services. Concludes that the experience of a chronic condition is not only a trace of the epidemiological transition, and not just a work process that involves care technologies, but also refers to the production of new relationships socio-cultural dimensions that need to be envisaged through there potentials to transform the knowledge, expertise and practices.
Keywords: Care
Chronic Health Conditions
Children
Adolescents
keywords: Cuidado
Condições Crônicas de Saúde
Criança
Adolescent
DeCS: Doença Crônica
Adolescente
Criança
Issue Date: 2014
Citation: ALVES, Camila Aloisio. As condições crônicas de saúde na infância e adolescência e as tessituras do cuidado. 2014. 295 f. Tese (Doutorado em Saúde da Criança e da Mulher)-Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2014.
Date of defense: 2014-02
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Departamento de Ensino
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente
Program: Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e da Mulher
Copyright: restricted access
Appears in Collections:IFF - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
69593.pdf3.99 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.