Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/8388
Title: Estratégias de vacinação contra Leishmaniose visceral e cutânea lições dos modelos experimentais
Authors: Tavares, Natalia Machado
Santos, Diego Moura
Oliveira, Camila Indiani de
Brodskyn, Claudia Ida
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz. Salvador, BA, Brasil
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz. Salvador, BA, Brasil
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz. Salvador, BA, Brasil
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz. Salvador, BA, Brasil
Abstract: Leishmanioses são doenças transmitidas por vetores causadas pelo parasito intracelular Leishmania, responsável por significante morbidade e mortalidade no mundo, constituindo um importante problema de saúde pública. Uma vez que não há método preventivo disponível e que a terapia com drogas é tóxica e já apresenta resistência, o desenvolvimento de uma vacina é cada vez mais importante. O fato de que a recuperação de uma primeira infecção confere proteção contra uma re-infecção sugere que o controle das leishmanioses através da vacinação é possível. Além disso, muitas evidências a partir de estudos com modelos experimentais indicam que a proteção pode ser gerada pela imunização com antígenos do parasito e/ou do vetor. Esta revisão aborda às estratégias envolvidas no desenvolvimento de vacinas contra a leishmaniose experimental visceral e a leishmaniose cutânea e os recentes achados nesta área de pesquisa
Abstract: Leishmaniasis are vector-borne diseases caused by the intracellular protozoan parasite Leishmania, which cause significant morbidity and mortality worldwide and therefore constitute an important public health problem. Since no prevention method is available, drug therapy is toxic and drug resistance is growing, vaccine developments against this important pathogen is paramount. The fact that recovery from a primary infection confers protective immunity against re-infection suggests that control of leishmaniasis by vaccination is possible. Also, extensive evidence from studies in experimental models indicates that solid protection can be achieved by immunization with parasite and/or vector antigens. This review focuses on the strategies currently employed for the development of vaccines against visceral and cutaneous experimental leishmaniasis and the recent findings obtained in experimental models of infection.
Keywords: Leishmania
Vaccine
Leishmaniasis
Experimental models
keywords: Leishmania
Vacina
Leishmaniose
Modelos experimentais
Issue Date: 2009
Publisher: Fiocruz
Citation: TAVARES, N. M. et al. Estratégias de vacinação contra Leishmaniose visceral e cutânea lições dos modelos experimentais. Gazeta Médica da Bahia, v. 79, supl. 3, p.110-121, 2009.
ISSN: 0016-545X
Copyright: open access
Appears in Collections:BA - IGM - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tavares NM Estrategias....pdf91.33 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.