Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/8696
Title: Desempenho locomotor de camundongos com infecção chagásica experimental.
Advisor: Santos, Marcos André Vannier dos
Members of the board: Macambira, Simone Garcia
Villareal, Cristiane Flora
Andrade, Sonia Gumes
Authors: Goes, Bruno Teixeira
Coadvisor: Baptista, Abrahão Fontes
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz. Salvador, BA, Brasil
Abstract: A doença de Chagas é responsável por cerca de 15.000 óbitos por ano, principalmente nas Américas do Sul e Central, onde 7-8 milhões de pessoas encontram-se em risco de contrair a doença. A combinação de inflamação muscular e desnervação podem ocorrer durante o curso desta patologia podendo limitar a ativação neuromuscular durante a inflamação e após reparo ou remodelamento da lesão devido a uma complexa reorganização das unidades neuromotoras. Desta forma, faz-se necessário investigar o desempenho locomotor de camundongos com infecção chagásica experimental aguda. Camundongos suíços foram alocados em dois grupos portadores de infecção (cepa Y e Colombiana) e comparados ao grupo controle (sem infecção) quanto ao desempenho locomotor no teste do Campo Aberto, na Escala Basso de avaliação locomotora murina (BMS) e Rota-Rod. Avaliações histopatológicas do músculo cardíaco, esquelético (isquiotibiais e tríceps sural) e nervo isquiático foram realizadas. A infecção pela cepa Y e Colombiana provocou piora do desempenho locomotor a partir do 7º dia de infecção com redução significativa dos quadrados percorridos no teste do campo aberto. A qualidade da marcha foi prejudicada a partir do 9º dia para o grupo cepa Y e 23º dia para o grupo cepa Colombiana sendo caracterizada pela incapacidade de sustentação da cauda e instabilidade moderada ou grave do tronco. Modificação na coordenação e equilíbrio foi observada apenas no grupo cepa Y a partir do 11º dia de infecção quando os animais estavam impossibilitados de realizar o teste. Os resultados do desempenho locomotor estiveram associados a alterações histopatológicas no músculo cardíaco e esquelético e todos os dados deste estudo corroboram com os achados histológicos e com outros modelos de avaliação locomotora encontrados na literatura. O modelo de avaliação proposto neste trabalho possibilitou a caracterização de um padrão nas modificações do desempenho locomotor no modelo experimental de infecção aguda pela cepa Y e Colombiana do Trypanosoma cruzi.
Abstract: Chagas disease is responsible for about 15,000 deaths per year, mainly in Central and South America, where 7-8 million people are at risk of contracting the disease. The combination of muscle inflammation and denervation may occur during the course of this pathology limiting neuromuscular activation during inflammation and remodeling after injury or repair due to a complex reorganization of neuromotor units. Thus, making it necessary to investigate the locomotor performance of mice with experimental acute Chagas infection. Swiss mice were divided into two groups with the infection (Y strain and Colombian) and compared to the control group (without infection) on the locomotor performance in the Open Field Test, Scale Basso locomotor evaluation murine (BMS) and Rota-Rod. Histopathological evaluations of cardiac muscle, skeletal (hamstrings and triceps surae) and sciatic nerve were performed. Infection by strain Y and Colombian caused worsening of locomotor performance from the 7th day of infection with significant reduction of squares traversed in the open field test. The quality of gait was impaired from the 9th day for group Y strain and 23 days for the group Colombian strain is characterized by the inability to support the tail and moderate or severe instability of the trunk. Change in coordination and balance was observed only in group Y strain from the 11th day of infection when the animals were unable to perform the test. The results of locomotor performance were associated with histopathological changes in cardiac and skeletal muscle and all data in this study corroborate the findings with other histological and locomotor assessment models found in the literature. The evaluation model proposed in this work allowed the characterization of a pattern of changes in locomotor performance in an experimental model of acute infection for the Y and Colombian strain of Trypanosoma cruzi.
Keywords: Chagas disease
Trypanosoma cruzi
Neuromuscular injury
keywords: Doença de Chagas
Trypanosoma cruzi
lesão neuromuscular
Issue Date: 2013
Publisher: Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz
Citation: GOES, B. T. Desempenho locomotor de camundongos com infecção chagásica experimental. 2013. 63 f. Dissertação (Mestrado Biotecnologia em Saúde e Medicina Investigativa) - Fundação Oswaldo Cruz, Pesquisas Gonçalo Moniz, Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz, Salvador, 2013.
Date of defense: 2013
Place of defense: Salvador/BA
Department: Departamento de Vice Diretoria e Ensino
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz
Program: Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia em Saúde e Medicina Investigativa
Copyright: open access
Appears in Collections:BA - IGM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Bruno Teixeira Goes Desempenho....pdf1.16 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.