Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/9240
Title: Infecção hospitalar em uma unidade de cuidados intensivos em pós-operatório de cirurgia cardíaca infantil
Advisor: Tura, Bernardo Rangel
Lamas, Cristiane da Cruz
Members of the board: Lorenzo, Andrea Rocha
Azevedo, Vitor Manuel Perreira
Herdy, Gesmar Volga Haddad
Santos, Marisa da Silva
Authors: Farias, Carla Verona Barreto
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Abstract: Fundamentos: A infecção relacionada à assistência à saúde (IRAS) é causa importante de morbidade e mortalidade nos pacientes pediátricos submetidos à cirurgia cardíaca. Objetivo: Avaliar as infecções hospitalares e os fatores de risco associados em uma unidade de pós-operatório de cirurgia cardíaca infantil no período de janeiro a dezembro de 2008. Método: Estudo tipo caso-controle (1:2). Com pareamento pelo trimestre de internação, totalizando 44 casos e 88 controles. Resultados: A taxa de incidência de IRAS foi 42/251 pacientes (16,7%). A taxa de IRAS relacionada à cirurgia foi 44/254 (17,3%). Nos casos 24/44 (54,5%) eram do sexo masculino, e a mediana do peso foi 6.335g. Quanto à faixa etária, havia 21/44 (47,7%) lactentes e 18/44 (40,9%) pré-escolares. Na análise univariada as variáveis estatisticamente significativa foram: Escore Aristóteles de Complexidade Básica (ABC), presença de síndrome de Down, uso de antibiótico prévio, uso de hemoderivados, e tempos de internação, de circulação extracorpórea, de clampeamento aórtico, de ventilação mecânica, de cateter venoso central, e de drenos Os fatores de risco independentes para IRAS foram: escore ABC > 2; presença de síndrome de Down; uso de antibiótico prévio e hemoderivados no peroperatório. A sepse clínica ocorreu em 23 casos, 3 casos com confirmação laboratorial. Pneumonia clínica em 12 e infecção de sítio cirúrgico em 8 casos. O microorganismo mais frequente foi o cocco Gram positivo. Conclusão: Existe uma associação entre IRAS e uso prévio de antibióticos, assim como escore de complexidade cirúrgica, uso de hemoderivados, presença de síndrome de Down e tempo de uso de dispositivos invasivos
Abstract: Background: Health care associated infection (HAI) is an important cause of morbidity and mortality in pediatric patients undergoing cardiac surgery. Objectives: To evaluate hospital infections and associated risk factors in a pediatric cardiac surgery post operative unit from January till December 2008. Methods: A casecontrol study (1:2). Matching by the quarter of hospitalization, totalling 44 cases and 88 controls. Results: The incidence of HAI was 42/251 patients (16,7%). The incidence of HAI related to surgical procedures was 44/254 ( 17,3%). In cases 24/44 (54,5%) were of male gender; median weight was 6,335g. Regarding age classes, there were 21/44 (47,7%) infants and 18/44 (40,9%) were pre-school children. Univariate analysis showed that the statistically significant variables were Aristotle score (ABC), Down syndrome, previous antibiotic use, blood product transfusion in the peroperative period and duration of cardiopulmonary bypass, aortic clamping, mechanical ventilation, central venous catheterization, drains, and hospitalization. Independent risk factors for HAI were Aristotle Basic Complexity Score (ABC) score>2, Down syndrome, previous antibiotic use and blood product use in the peroperative period. Clinical sepsis occurred in 23 cases, of which 3 had microbiological confirmation. Pneumonia occurred in 12 cases and surgical site infection in 8. The most frequently isolated microorganism was Gram positive cocci. Conclusion: There is an association between HAI and underlying severity score and previus antibiotic use, as the complexity of surgical procedures, blood products use, Down syndrome and duration of use invasive devices
DeCS: Cirurgia Torácica
Infecção Hospitalar
Pediatria
Cuidados Pós-Operatórios
Assistência à Saúde
Issue Date: 2012
Citation: FARIAS, C.V. B. Infecção hospitalar em uma unidade de cuidados intensivos em pós-operatório de cirurgia cardíaca infantil. 2012. 72f. Dissertação (Mestrado em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas em Cardiologia e Infecção) – Fundação Oswaldo Cruz, Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas, 2012
Date of defense: 2012
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Pós-Graduação em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas
Program: Programa de Pós-Graduação em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas
Copyright: open access
Appears in Collections:INI - PCDI - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
carla_farias_ipec_mest_2012.pdf1.16 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.