Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/9248
Title: Fatores subjetivos e comorbidades psiquiátricas influência na adesão à anticoagulação oral por pacientes reumáticos portadores de prótese cardíaca valvar mecânica
Advisor: Tura, Bernardo Rangel
Silva, Adriana Cardoso de Oliveira e
Members of the board: Azevedo, Vitor Manuel Pereira
Nardi, Antonio Egídio
Kuschnir, Maria Cristina Caetano
Authors: Silva, Regina Ponce da
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Abstract: A febre reumática pode evoluir para cardiopatia reumática crônica e levar à necessidade de implante de prótese valvar mecânica seguido de anticoagulação oral obrigatória e permanente. A adesão do paciente ao tratamento é fundamental mas nem sempre ocorre adequadamente. Transtornos psiquiátricos podem interferir na adesão. Os objetivos do estudo foram: 1) identificar fatores subjetivos de influência na adesão à anticoagulação oral pelo paciente reumático portador de prótese valvar mecânica, segundo sua própria percepção; 2) conhecer a prevalência de transtornos psiquiátricos nessa população. Para alcançar o primeiro objetivo foi feita uma pesquisa qualitativa, fenomenológica, realizada através de entrevista semi-estruturada, na qual os pacientes falaram livremente sobre suas vivências com relação ao tratamento. Unidades de significado foram extraídas dos discursos e agrupadas em categorias de acordo com as convergências temáticas observadas. A partir do exame do material, observa-se que a anticoagulação oral é um tratamento de difícil seguimento, em que fatores relacionados principalmente ao modo de atuação da equipe e a aspectos cognitivos, comportamentais e emocionais do paciente mostram influência expressiva sobre a adesão à prescrição recebida Para atingir o segundo objetivo foi aplicado o teste Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI), em 193 pacientes. Os resultados encontrados demonstram que os transtornos ansiosos e depressivos foram os mais prevalentes no grupo estudado, tendo sido observado elevado risco de suicídio. Não foi registrada diferença estatisticamente significativa entre a prevalência dos transtornos psiquiátricos nos grupos com e sem febre reumática
Abstract: Rheumatic fever can develop into rheumatic heart disease and lead to the need to implant a mechanical valve prosthesis followed by mandatory and permanent oral anticoagulation. Adherence to treatment is essential but is not always achieved. Psychiatric disorders can interfere with adherence. The study objectives were : 1 ) identify subjective factors influencing the adherence on oral anticoagulation in patients with rheumatic mechanical valve prosthesis , according to his own perception , 2) find the prevalence of psychiatric disorders in this population. To achieve the first objective, we conducted phenomenological qualitative research, through semi - structured interviews, in which patients talked freely a bout their experiences in treatment. Signified units were extracted from speeches and grouped into categories according to thematic convergences observed. From the examination of the material, it is observed that oral anticoagulation treatment is difficult to follow. The health team performance and cognitive, emotional and behavioral aspects of patients show a significant influence on adherence to the prescription. To achieve the second objective, we conducted quantitative research, through structured in terviews by applying the test Neuropsychiatric Mini International Interview ( MINI) in 193 patients . The results show that depression and anxiety disorders were the most prevalent disorders in the group studied , and there was a high risk of suicide. There w as no statistically significant difference between the prevalence of psychiatric disorders in patients with and without rheumatic fever
DeCS: Próteses Valvulares Cardíacas
Adesão à Medicação
Psiquiatria
Febre Reumática
Anticoagulantes
Issue Date: 2011
Citation: SILVA, R. P. Fatores subjetivos e comorbidades psiquiátricas: influência na adesão à anticoagulação oral por pacientes reumáticos portadores de prótese cardíaca valvar mecânica. 2011. 66f. Dissertação. (Mestrado em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas Cardiologia e Infecções) - Fundação Oswaldo Cruz, Intituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas, 2011
Date of defense: 2011
Place of defense: Rio de Janeiro/ RJ
Department: Pós-Graduação em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas
Program: Programa de Pós-Graduação em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas
Copyright: open access
Appears in Collections:INI - PCDI - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
regina_silva_ipec_mest_2011.pdf610.42 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.