Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/9417
Title: Avaliação da adequação da assistência pré-natal na rede SUS do município do Rio de Janeiro, Brasil
Other Titles: Adequacy of prenatal care in the National Health System in the city of Rio de Janeiro, Brazil
Authors: Domingues, Rosa Maria Soares Madeira
Hartz, Zulmira Maria de Araújo
Dias, Marcos Augusto Bastos
Leal, Maria do Carmo
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Universidade Nova de Lisboa. Instituto de Higiene e Medicina Tropical. Lisboa, Portugal.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Fernandes Figueira. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: A persistência de desfechos perinatais negativos no Município do Rio de Janeiro, Brasil, sugere problemas na qualidade da assistência pré-natal. A última investigação realizada nessa cidade mostrou adequação de apenas 38% dessa assistência. O objetivo deste estudo é avaliar a adequação da assistência pré-natal na rede do SUS do Município do Rio de Janeiro. Foi realiza-do um estudo transversal, em 2007-2008, por meio de entrevistas com 2.422 gestantes em atendimento nos serviços de pré-natal de baixo risco. Para avaliação da adequação da assistência, foi utilizado o índice PHPN, com as recomendações do Programa de Humanização do Pré-natal e Nascimento, do Ministério da Saúde, e um índice PHPN ampliado, em que foram acrescentados procedimentos clinico-obstétricos, rescrição de sulfato ferroso suplementar e ações educativas. Foi encontrada adequação de 38,5% para o PHPN e 33,3% para o PHPN ampliado. Estratégias de ampliação da captação precoce das gestantes e melhor utilização dos contatos com os serviços para a realização de ações de atenção à saúde são prioritárias para a reversão desse. quadro.
Abstract: The persistence of negative perinatal outcomes in Rio de Janeiro suggests problems in the quality of prenatal care. The most recent study in the city showed that only 38% of prenatal care was ade-quate. This study aimed to evaluate the adequacy of prenatal care under the Brazilian Unified Na-tional Health System in the city of Rio de Janeiro. A cross-sectional study in 2007-2008 interviewed 2,422 women receiving prenatal care for low-risk pregnancy. Evaluation of care used the PHPN in-dex, based on guidelines from the Program for Humanization of Prenatal Care and Childbirth (Brazilian Ministry of Health) and an expanded PHPN index, which included clinical-obstetric procedures, prescription of supplementary fer-rous sulfate, and educational activities. Accord-ing to the PHPN index, 38.5% of prenatal care was adequate, as compared to 33.3% based on the expanded PHPN index. Strategies to expand early entry of pregnant women into prenatal care and better use of their contact with the health services in order to promote healthcare measures are essential to correct this situation.
Keywords: Prenatal Care
Maternal and Child Health
Unified Health System
keywords: Cuidado Pré-Natal
Avaliação de Programas e Projetos de Saúde
Saúde Materno-Infantil
Sistema Único de Saúde
DeCS: Cuidado Pré-Natal
Avaliação de Programas e Projetos de Saúde
Saúde Materno-Infantil
Sistema Único de Saúde
Issue Date: 2012
Publisher: Escola Nacional de Saúde Pública, Fundação Oswaldo Cruz
Citation: DOMINGUES, Rosa Maria Soares Madeira et al. Avaliação da adequação da assistência pré-natal na rede SUS do município do Rio de Janeiro, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 28, n. 3, p. 425-437, 2012.
DOI: 10.1590/S0102-311X2012000300003
ISSN: 0102-311X
Copyright: open access
Appears in Collections:ENSP - Artigos de Periódicos
INI - Artigos de Periódicos
IFF - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
03.pdf112.79 kBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.