Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/9747
Full metadata record
DC FieldValue
dc.contributor.advisorOliveira, Sergio Ricardo de
dc.contributor.authorSouza, Telma de Almeida
dc.date.accessioned2015-03-19T15:19:25Z
dc.date.available2015-03-19T15:19:25Z
dc.date.issued2015
dc.identifier.citationSOUZA, Telma de Almeida. A incorporação de tecnologias da informação e comunicação na educação profissional em saúde: contribuições para a rede de atenção oncológica. 2015. 94 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação Profissional em Saúde) – Fundação Oswaldo Cruz. Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio. Rio de Janeiro, 2015
dc.identifier.urihttps://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/9747
dc.description.abstractEste estudo tem como objetivo analisar de que forma são utilizadas as Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) pelos Centros de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (CACON), na educação permanente dos profissionais técnicos da saúde que trabalham na rede de atenção oncológica brasileira e discutir quais as contribuições desta incorporação, para superar as barreiras geográficas, temporais e financeiras de acesso à educação profissional em oncologia. Foi realizado estudo exploratório, por meio de pesquisa bibliográfica, documental e pesquisa de campo, utilizando a ferramenta FormSUS para o envio de formulários online aos CACON. Foi possível identificar o perfil de utilização das TIC na educação permanente dos profissionais em 17 CACON, públicos e privados, localizados em todas as regiões do país. A maioria realiza ensino presencial para capacitação de seus profissionais, utilizando as tecnologias relacionadas a este tipo de modalidade. Enquanto alguns (6%) desconhecem sobre o uso de tecnologias para qualificação profissional, outros (41%) utilizam ensino a distância e semipresencial. A maioria (88%) reconhece como contribuição das TIC a possibilidade de disseminar conteúdo para grande número de profissionais e de atualizá-los no próprio local de trabalho. Corrobora com o sentido apoiado pelas políticas governamentais analisadas. O uso das tecnologias aliado a um projeto pedagógico de educação integral do profissional pode democratizar os avanços reais trazidos pela tecnologia e contribuir para a desapropriação dos mecanismos de exploração do trabalhador, proporcionando autonomia, emancipação e, consequentemente, um processo de trabalho mais qualificado para atender à sociedade.
dc.language.isopor
dc.publisherEPSJV
dc.rightsopen access
dc.subject.otherEducação Profissional em Saúde
dc.subject.otherOncologia
dc.subject.otherTIC
dc.titleA incorporação de tecnologias da informação e comunicação na educação profissional em saúde: contribuições para a rede de atenção oncológica
dc.typeDissertation
dc.degree.date2015-02-25
dc.degree.departmentCoordenação de Pós-Graduação
dc.degree.grantorFundação Oswaldo Cruz. Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio
dc.degree.levelMestrado Profissional
dc.degree.localRio de Janeiro/RJ
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Educação Profissional em Saúde
dc.contributor.advisorcoLobo-Neto, Francisco José da Silveira
dc.description.abstractenEste estudo tem como objetivo analisar de que forma são utilizadas as Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) pelos Centros de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (CACON), na educação permanente dos profissionais técnicos da saúde que trabalham na rede de atenção oncológica brasileira e discutir quais as contribuições desta incorporação, para superar as barreiras geográficas, temporais e financeiras de acesso à educação profissional em oncologia. Foi realizado estudo exploratório, por meio de pesquisa bibliográfica, documental e pesquisa de campo, utilizando a ferramenta FormSUS para o envio de formulários online aos CACON. Foi possível identificar o perfil de utilização das TIC na educação permanente dos profissionais em 17 CACON, públicos e privados, localizados em todas as regiões do país. A maioria realiza ensino presencial para capacitação de seus profissionais, utilizando as tecnologias relacionadas a este tipo de modalidade. Enquanto alguns (6%) desconhecem sobre o uso de tecnologias para qualificação profissional, outros (41%) utilizam ensino a distância e semipresencial. A maioria (88%) reconhece como contribuição das TIC a possibilidade de disseminar conteúdo para grande número de profissionais e de atualizá-los no próprio local de trabalho. Corrobora com o sentido apoiado pelas políticas governamentais analisadas. O uso das tecnologias aliado a um projeto pedagógico de educação integral do profissional pode democratizar os avanços reais trazidos pela tecnologia e contribuir para a desapropriação dos mecanismos de exploração do trabalhador, proporcionando autonomia, emancipação e, consequentemente, um processo de trabalho mais qualificado para atender à sociedade.
dc.creator.affilliationFundação Oswaldo Cruz. Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio. Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional em Saúde.
dc.subject.enICT
dc.subject.enOncology
dc.subject.enProfessional Health Education
dc.contributor.memberRamos, Marise Nogueira
dc.contributor.memberSantos, Antonio Tadeu Cheriff dos
dc.subject.decsEducação Profissional em Saúde Pública
dc.subject.decsOncologia
dc.subject.decsTecnologia de Informação
Appears in Collections:EPSJV - PPGEPS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Telma_Souza_EPSJV_Mestrado_2014.pdf1.54 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.