Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/14192
Title: Avaliação da qualidade de seringas agulhas comercializadas no Brasil
Advisor: Silva, Filipe Soares Quirino da
Silva, MariMichele Feitoza
Members of the board: Leandro, Kátia Christina
Souto, Cláudia Ribeiro
Melchior, Stela Candioto
Authors: Morais, Luciene de Oliveira
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde
Abstract: A seringa é um produto médico, de uso único, não-invasivo, destinado à condução, administração ou introdução no corpo de medicamentos utilizados para a profilaxia, tratamento ou diagnóstico. As agulhas são produtos médicos, de uso único, que penetram total ou parcialmente dentro do corpo humano através da superfície corporal, podendo ser utilizada por diversas vias, e ainda para realização de biópsia, tratamento de canal, entre outros. Ambos os produtos são amplamente utilizados nas unidades de assistência médica, odontológica e hospitalar, tanto no sistema público, quanto privado. Estima-se que mais de 1 bilhão de injeções sejam administradas anualmente no mundo, e a ocorrência de desvios e qualidade nestes produtos podem comprometer um grande número de pessoas, causando um grande impacto de saúde pública. O objetivo deste estudo foi o de avaliar a qualidade de agulhas e seringas comercializadas no Brasil, utilizando amostras adquiridas no mercado, pelo INMETRO, seguindo a lista de incidências de desvios de qualidade registradas pelo sistema NOTIVISA e encaminhadas através de um relatório pelo UTVIG/ANVISA. Neste trabalho foram realizados ensaios para verificação da presença de não-conformidades na embalagem primária, rotulagem, aspecto e resistência à corrosão, utilizando um formulário aplicativo desenvolvido pelo LBAIS/DQ/INCQS, de acordo com os ensaios constantes nas NBR 9259 - Agulhas hipodérmica estéril e de Uso Único, nas NBR ISO 7886-1 e 7886-2 - Seringa hipodérmicas estéril Para Uso Único e também, de acordo com Resolução - RDC nº 185, de 22 de outubro de 2001. Neste estudo foram avaliadas 9 amostras de agulhas e 11 de seringas, sendo que cada amostra correspondia a uma marca comercial. Das nove marcas de agulhas analisadas, uma apresentou desvio de qualidade na embalagem primária, oito no item rotulagem e cinco no item aspecto. Quanto às seringas, das onze marcas de avaliadas, duas apresentaram não-conformidades no item embalagem primária, nove no item rotulagem e onze no item aspecto. A partir destes resultados, concluímos que existe a necessidade de implantação de regulamentos técnicos específicos para estes produtos, que apesar de serem classificados como baixo risco pela RDC 185/2001 da ANVISA, podem causar um grande impacto à saúde da população.
DeCS: Seringas
Controle de Qualidade
Vigilância Sanitária
Issue Date: 2014
Citation: MORAIS, L. O. Avaliação da qualidade de seringas agulhas comercializadas no Brasil. 2009. 90 f. Trabalho de conclusão de curso(Especialização em Vigilância Sanitária)- Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde , Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2009.
Date of defense: 2009
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Coordenação de Pós-Graduação
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde
Program: Programa de Pós-Graduação em Vigilância Sanitária
Copyright: open access
Appears in Collections:INCQS - Trabalhos de Conclusão de Curso - Especialização

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
46.pdf1.59 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.