Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/23801
Title: Expressão e caracterização de proteína de envelope gp140 do HIV pelo vírus da Febre Amarela 17D
Advisor: Bonaldo, Myrna Cristina
Authors: Mello, Iasmim Silva de
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: A vacina contra a febre amarela (FA) é constituída pela partícula infecciosa do vírus FA da cepa 17D e atenuada por meio de diversas passagens em células de tecidos e hospedeiros diferentes. A vacina é altamente eficaz e segura, pois induz a uma resposta robusta e duradoura no hospedeiro e apresenta uma baixa taxa de efeitos adversos em vacinados sendo então considerada uma das vacinas mais bem desenvolvidas propostas até hoje. Somando-se a estas características, a cepa 17D tem sido visto como um vetor promissor para a expressão de proteínas heterólogas. Nosso laboratório utiliza uma estratégia única que consiste na inserção de cassetes heterólogos na região intergênica E/NS1 do genoma viral de FA. O Vírus da imunodeficiência humana do tipo 1 (HIV-1) é um dos vírus responsáveis pela maior pandemia vista até hoje. Diversos esforços têm sido feitos para o controle da doença, porém o tratamento ainda é feito através da terapia antirretroviral (HAART). Entretanto ainda é possível que haja falha na terapia, o que justifica a necessidade do desenvolvimento de uma vacina. Neste trabalho utilizamos a plataforma de inserção de cassetes heterólogos na região intergênica E/NS1 para expressar as proteínas do envelope, gp41, gp120 e, a associação destas, a gp 140 do HIV-1. A clonagem plasmidial inicial para a obtenção de cDNA viral recombinante para a forma nativa ou trimérica da gp140 foi inviável. Entretanto, conseguimos vírus FA recombinantes para gp 120 e gp 41, que apresentaram grande instabilidade genética Adicionalmente, a detecção de um painel de anticorpos monoclonais específicos para epítopos conformacionais da gp120 detectaram este antígeno em células Vero indicando que a proteína expressa pelo vírus FA adota alguma conformação semelhante à forma nativa. Estes resultados substanciam os estudos de aprimoramento do vetor FA 17D para expressão de antígenos de patógenos humanos visando seu uso para o desenvolvimento de novas vacinas
Abstract: The yellow fever (FA) vaccine consists in the infectious particle of the FA virus of strain 17D and attenuated by means of several passages in different tissue cells and hosts. The vaccine is highly effective and safe induncing a robust and long-lasting response in the host and presents a low rate of adverse effects in vaccinates and is considered one of the best developed vaccines ever proposed. In addition to these characteristics, strain 17D has been seen as a promising vector for the expression of heterologous proteins. Our laboratory uses a unique strategy consisting of the insertion of heterologous cassettes in the intergenic E / NS1 region of the viral genome of YF. The human immunodeficiency virus type 1 (HIV-1) is one of the viruses responsible for the largest pandemic seen today. Several efforts have been made to control the disease, but the treatment is still done through antiretroviral therapy (HAART). However, it is still possible that therapy fails, which justifies the need for the development of a vaccine. In this work we used the insertion platform of heterologous cassettes in the intergenic E / NS1 region to express the envelope proteins, gp41, gp120 and, the association thereof, with HIV-1 gp140. Initial plasmid cloning to obtain recombinant viral cDNA for the native or trimeric form of gp140 was not feasible. However, we obtained recombinant FA viruses for gp 120 and gp 41, which showed great genetic instability. In addition, detection of a panel of monoclonal antibodies specific for conformational epitopes of gp120 detected this antigen in Vero cells indicating that the protein expressed by the FA virus adopts some conformation similar to the native form. These results substantiate the enhancement studies of the vector FA 17D for the expression of antigens of human pathogens aiming their use for the development of new vaccines.
keywords: Vírus da Febre Amarela
HIV
DeCS: Proteína Oncogênica gp140(v-fms)
Issue Date: 2017
Citation: MELLO, Iasmim Silva de. Expressão e caracterização de proteína de envelope gp140 do HIV pelo vírus da Febre Amarela 17D. 2017. 79 f. Dissertação (Mestrado em Biologia Parasitária)-Fundação Oswaldo Cruz, Instituto Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2017.
Date of defense: 2017
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Instituto Oswaldo Cruz
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Biologia Parasitária
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - PGBP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
iasmim_mello_ioc_mest_2017.pdf2.68 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.