Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/24264
Title: Análise crítica da utilização de variáveis de identificação étnico-racial em estudos epidemiológicos sobre populações brasileiras
Other Titles: Critical analysis of the use of varying ethnic and racial identification in epidemiological studies of Brazilian populations
Advisor: Santos, Ricardo Ventura
Bastos, João Luiz Dornelles
Authors: Kabad, Juliana Fernandes
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Objetivo: Analisar o uso das variáveis de identificação étnico-racial em estudos epidemiológicos sobre populações brasileiras.Métodos: A dissertação é composta por duas partes. A primeira trata-se de sessão introdutória, que consiste em uma revisão da literatura sobre o desenvolvimento dos conceitos que embasam as variáveis étnico-raciais, bem como sobre o processo de inserção destas no campo da saúde coletiva e na epidemiologia. A segunda parte se apresenta no formato de um artigo científico, no qual se situa a problemática, uma breve revisão teórica, os métodos utilizados, os resultados encontrados e a discussão analítica. A pesquisa consistiu em uma revisão sistemática conduzida na base bibliográfica PubMed, entre janeiro de 2000 e julho de 2010. Para o conjunto dos trabalhos revisados, foi aplicada uma ficha com questões sobre seus objetivos e a relevância da classificação étnico-racial em suas análises, características sociodemográficas e aspectos da identificação étnico-racial das populações investigadas, bem como o seguimento de recomendações, quanto ao uso de raça, cor e etnia. Resultados: Dos 1.174 artigos identificados, 151 foram elegíveis para a revisão. Maiores proporções de cada um dos seguintes aspectos foram observadas nos artigos em que a identificação étnico-racial ocupou papel central em suas análises destes, 18 por cento justificou o emprego das categorias, 16 por cento considerou a classificação étnico-racial como fluida e relativa ao contexto da produção dos dados, 65 por cento descreveu o método da classificação étnico-racial, 17 por cento entendeu esta classificação como medida de variação genética, 26 por cento interpretou a variável como fator de risco para o desfecho em questão, 47 por cento considerou fatores socioeconômicos na interpretação das desigualdades étnico-raciais e 27 por cento incluiu tais fatores no ajuste de modelos estatísticos.
Apenas dois estudos explicitaram o conceito, que embasou o uso da variável étnico-racial. Conclusões: Os estudos epidemiológicos não seguem critérios mínimos, estabelecidos para o uso da variável étnico-racial, o que sugere que esta questão deve ser aperfeiçoada urgentemente nas pesquisas em saúde coletiva.
DeCS: Grupos Étnicos
Distribuição por Raça ou Etnia
Epidemiologia
Issue Date: 2011
Citation: Kabad, Juliana Fernandes. Análise crítica da utilização de variáveis de identificação étnico-racial em estudos epidemiológicos sobre populações brasileiras. 2011. 71 f. Dissertação (Epidemiologia em Saúde Pública) - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Rio de Janeiro, 2011.
Place of defense: Rio de Janeiro
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Copyright: open access
Appears in Collections:ENSP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
911.pdf655.87 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.