Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/26345
Title: Produção de IgY anti - Campylobacter jejuni para pesquisa de co-proantígenos de Macaca mulatta e Macaca fascicularis
Advisor: Nogueira, Joseli Maria da Rocha
Santos, Fernanda Nunes
Authors: Cruz, Paula Borba
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Ciência e Tecnologia em Biomodelos. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: A campilobacteriose é uma das principais doenças entéricas de origem alimentar do mundo. É capaz de ocorrer, não só no homem, mas também em primatas não humanos de cativeiro. Sendo, desta forma, importante no monitoramento sanitário destas colônias. Causada por bactérias do gênero Campylobacter, seu diagnóstico é realizado pela detecção do micro-organismo nas fezes, pelo método padrão ouro: o cultivo microbiológico, incluindo o isolamento, prova de Gram e testes bioquímicos. Todo o processo leva de 5 a 7 dias. Outra forma de diagnóstico são os kits de detecção antigênica por ensaio imunoenzimático que são de fácil realização e o resultado determinado em poucas horas. Entretanto, estes kits utilizam anticorpos produzidos em mamíferos e têm sua eficiência questionada por conta da acurácia reduzida. Sendo assim, esse estudo teve por principal objetivo, produzir Imunoglobulina Y (IgY) como anticorpo primário extraído de gemas de ovos de galinhas imunizadas com Campylobacter jejuni para sua aplicação em um teste imunoenzimático in house, para pesquisa de coproantigenos de Campylobacter sp. em amostras de primatas não humanos do gênero Macaca. Sua realização seguiu a política dos 3Rs, já que desenvolve uma técnica onde são utilizados um número menor de animais para produção de IgY, quando comparados aos testes tradicionais, além de promover produção maior com procedimentos menos invasivos Para isso galinhas poedeiras foram imunizadas com antígeno bruto de C. jejuni, foram colhidos ovos para isolamento, caracterização de IgY, purificação e utilização como anticorpo primário no ELISA in house frente a amostras de fezes e lavado da ampola retal dos primatas avaliados. Após purificação, a IgY demonstrou perfil eletroforético compatível com o descrito para molécula, apresentou reconhecimento frente ao antígeno imunizante por meio de western-blot e ELISA e foi capaz de detectar bactérias do gênero Campylobacter spp. nas amostras fecais do gênero Macaca. O teste de ELISA construído utilizando a IgY como anticorpo primário, demonstrou reconhecimento frente ao antígeno imunizante nas amostras analisadas.
Abstract: Campylobacteriosis is one of the world's leading enteral food-borne diseases. It can occur not only in man but also in non-human primate of captivity. Thus, it is important in the sanitary monitoring of these colonies. Caused by Campylobacter bacteria, its diagnosis is performed by the detection of the microorganism in the feces, by the gold standard method: microbiological culture, including isolation, Gram test and biochemical tests. The entire process takes 5 to 7 days. Another form of diagnosis is the antigen detection kits by enzyme immunoassay that are easy to perform, and the result determined in a few hours. However, these kits use antibodies produced in mammals and have their efficiency questioned because of the reduced accuracy. Therefore, the main objective of this study was to produce immunoglobulin Y (IgY) as the primary antibody extracted from egg yolks from chickens immunized with Campylobacter jejuni for its application in an in-house immunoenzymatic test for Campylobacter sp. in samples of non-human primates of the genus Macaca Its accomplishment followed the policy of the 3Rs, since it develops a technique where a smaller number of animals are used for IgY production, when compared to the traditional tests, besides promoting greater production with less invasive procedures. For this, laying hens were immunized with crude C. jejuni antigen, eggs were collected for isolation, IgY characterization, purification and use as primary antibody in the in-house ELISA against faecal samples and lavage of the rectal ampulla of the primates evaluated. After purification, IgY demonstrated an electrophoretic profile compatible with that described for the molecule, showed recognition against the immunizing antigen by means of western blot and ELISA and was able to detect bacteria of the genus Campylobacter spp. in the fecal samples of the genus Macaca. The ELISA test constructed using IgY as the primary antibody, demonstrated recognition against the immunizing antigen in the analyzed samples.
keywords: Imunoglobinas
Campylobacter Jejuni
Macaca Fascicularis
Macaca Mulatta
Técnicas Imunoenzimáticas
Issue Date: 2017
Citation: CRUZ, Paula Borba. Produção de IgY anti - Campylobacter jejuni para pesquisa de co-proantígenos de Macaca mulatta e Macaca fascicularis. 2017. 117 f. Dissertação (Mestrado em Ciência em Animais de Laboratório) - Instituto de Ciência e Tecnologia em Biomodelos, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2017.
Date of defense: 2017
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Instituto de Ciência e Tecnologia em Biomodelos
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciência em Animais de Laboratório
Copyright: open access
Appears in Collections:Biomanguinhos - Dissertações de Mestrado dos Profissionais
ICTB - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
paula_cruz_ictb_mest_2017.pdf4.08 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.