Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/27942
Title: Desigualdade e dupla porta de entrada no território: desafios para organização da atenção às urgências de baixo risco no município do Rio de Janeiro
Other Titles: Inequality and dual entry gateway in the territory: challenges for organization of attention to low-risk emergencies in the city of Rio de Janeiro
Advisor: Lima, Luciana Dias de
Authors: Soares, Stefânia Santos
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: As urgências configuram-se como demanda essencial dos sistemas universais de saúde por exigirem adequado tratamento nas situações de morbidade que requerem atendimento imediato. No Sistema Único de Saúde (SUS) as Unidades de Pronto Atendimento (UPA) 24h e as Unidades Básicas de Saúde (UBS) configuram-se como os principais serviços para atendimento às urgências de baixo risco. Este estudo partiu da questão de investigação de que a presença das UPA no território de referência da atenção básica influenciaria negativamente o fortalecimento deste nível de atenção como porta de entrada preferencial para o SUS. Dessa forma, o objetivo geral da pesquisa consistiu em analisar as implicações da coexistência destes dois tipos de serviços para a atenção às urgências de baixo risco nos bairros da Rocinha e do Complexo do Alemão, no município do Rio de Janeiro, ambos os bairros expressivos das desigualdades sociais existentes na cidade. Trata-se de um estudo multicaso que adotou contribuições da abordagem histórica comparativa para efeito da comparação sistemática e contextualizada entre os dois casos selecionados. A pesquisa empírica envolveu visita de campo, entrevistas, análise documental e pesquisa bibliográfica. O referencial de análise construído possui dois eixos centrais, o primeiro aborda as características dos territórios de referência e trajetória político-institucional dos serviços de saúde e o segundo eixo que discute a caracterização da oferta dos serviços, perfil da demanda de urgência de baixo risco e estratégias para integração entre UPA e UBS. Os resultados obtidos permitiram identificar semelhanças e diferenças entre os dois casos selecionados, assim como, sugerem que a coexistência entre UPA e UBS pode ser benéfica, mas é preciso remodelar a configuração dos serviços, com vistas a garantir uma oferta organizada em torno da atenção às urgências de baixo risco em cada território de referência.
Abstract: Urgent care centers are an essential demand of universal health systems since they require appropriate treatment in situations of morbidity that needs immediate care. In the Unified Health System (SUS), the 24-hour Emergency Care Units (UPA) and the Basic Health Units (UBS) are the main services for low-risk emergency cases. This study initiated from the research question if the presence of UPAs in the territory of reference for primary care would influence negatively the strengthening of this level of attention as a preferential access for SUS. Thus, the general objective of the research was to analyze the implications of the coexistence of these two types of services for attention to low-risk emergencies at Rocinha and Complexo do Alemão neighborhoods, in the city of Rio de Janeiro. These two neighborhoods are expressive examples of the existing social inequalities in the city. This research is a multiple case study that adopted contributions of the comparative historical approach in order to proceed a systematic and contextualized comparison between the two cases selected. The empirical step of the research involved field visits, interviews, documentary analysis and bibliographic research. The analysis framework has two central axes: the first deals with the characteristics of the territories of reference and the political-institutional trajectory of the health services; and the second axis discusses the characterization of service provision, the profile for low-urgency demand and strategies for integrating UPA and UBS. The results obtained allowed to identify similarities and differences between the two selected cases, as well as, suggest that the coexistence between UPA and UBS can be beneficial. Although it is necessary to reshape the configuration of the services, in order to guarantee an organized offer of care for low-risk emergencies in each territory of reference.
Keywords: Primary care
Urgent care
Low-risk emergencies
keywords: Atenção básica
Atenção às urgências
Urgências de baixo risco
DeCS: Serviços Médicos de Emergência
Serviços de Saúde
Atenção Primária à Saúde
Issue Date: 2017
Citation: SOARES, Stefânia Santos. Desigualdade e dupla porta de entrada no território: desafios para organização da atenção às urgências de baixo risco no município do Rio de Janeiro. 2017. 93 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2017.
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Copyright: open access
Appears in Collections:ENSP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ve_Stefania_Santos_ENSP_2017.pdf1.6 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.