Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/30887
Title: Obesidade e baixa escolaridade: o papel na prevalência e na carga de diabetes mellitus no Brasil
Other Titles: Obesity and low schooling: the role in the prevalence and burden of diabetes mellitus in Brazil
Advisor: Campos, Mônica Rodrigues
Authors: Flor, Luísa Sorio
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: As Doenças Crônicas Não Transmissíveis configuram-se como um importante problema de saúde global, responsável por mortes prematuras e perda da qualidade de vida. Dentre esses agravos, destaca-se o Diabetes mellitus (DM), considerado uma das maiores causas de morbimortalidade em adultos, e associado a diversas complicações crônicas que levam prejuízos sociais e econômicos aos indivíduos e à sociedade. Para intervir sobre esse cenário, é preciso medir o acometimento por esse agravo, compreender seus fatores associados e de risco e mensurar o impacto que essa doença provoca na vida de um conjunto de pessoas quando as acomete. Nessa perspectiva coube, a esse trabalho, analisar a associação existente entre a prevalência de diabetes na população adulta brasileira, em 2008, e variáveis sociodemográficas e econômicas, hábitos de vida e condições de saúde; bem como calcular o impacto do excesso de peso e da baixa escolaridade, proxy da posição social, na carga de diabetes no país, nesse mesmo ano. Para as análises de prevalência e fatores associados, foram utilizadas informações da “Pesquisa Dimensões Sociais das Desigualdades”, um inquérito nacional que entrevistou 12.423 brasileiros com 20 anos ou mais. Foi realizado teste do χ2 ao nível 5,0% e calculadas as razões de chance ajustadas por meio de regressão logística. A prevalência nacional de diabetes autorreferido foi 7,5%, e constataram-se associações estatisticamente significativas entre a idade, a escolaridade, o estado conjugal, a obesidade, o sedentarismo, a hipertensão arterial, a hipercolesterolemia e a procura por serviços de saúde com as chances de ter diabetes. Para os resultados de carga de doença, foram utilizados os dados produzidos pelo “Estudo Brasileiro de Carga de Doença”, de 2008, tendo sido estimadas as frações da carga de DM devidas ao excesso de peso (obesidade e sobrepeso) e à baixa escolaridade por meio da “Fração Populacional Atribuível”. No país, 58,3% e 45,4% dos Anos de Vida Perdidos Ajustados por Incapacidade (DALY) por diabetes foram atribuíveis à obesidade entre mulheres e homens, respectivamente. Já a baixa escolaridade respondeu por 21,7% e 23,1%, na mesma ordem. Os resultados confirmam o caráter epidêmico do diabetes, bem como apreenderam o efeito deletério do excesso de peso e da baixa escolaridade sobre a carga desse agravo. Por se tratarem de fatores preveníveis e modificáveis, ressalta-se a necessidade de intervenções que busquem modificações quanto aos hábitos de vida e também quanto aos determinantes do processo saúde-doença.
Abstract: Non-communicable diseases are an important global health problem, responsible for premature deaths and loss of quality of life. Among these conditions, Diabetes mellitus is one of the major causes of morbidity and mortality in adults, and it is associated with several chronic complications, which cause social and economic harm to individuals and society. To intervene in this scenario, it is necessary to estimate the occurance of the disease, to understand its associated and risk factors, and to measure the impact that this condition causes on a group of people when it affects them. In this perspective, this study aimed at analyzing the association between the prevalence of diabetes in the Brazilian adult population, in 2008, and sociodemographic and economic variables, life habits and health conditions; As well as calculating the impact of overweight and low education, used as proxy of social position, in the burden of diabetes in the country for that same year. For the prevalence and associated factors analysis, information from the "Pesquisa Dimensões Sociais das Desigualdades", a national survey that interviewed 12,423 Brazilians aged 20 or over, was used. The χ2 test at 5.0% was performed in order to identify associated factors, and logistic regression was performed to estimate the adjusted odds ratios. The national prevalence of self-reported diabetes was 7.5%, and statistically significant associations were found between age, schooling, marital status, obesity, sedentary lifestyle, hypertension, hypercholesterolemia and the demand for health services with higher chances of having diabetes. Analysis using burden of disease data derived from the Brazilian Burden of Disease Project (2008), and fractions of the diabetes burden due to overweight (obesity and overweight) and low education were estimated using the "Attributable Populational Fraction" methods. In the country, 58.3% and 45.4% of the Disability Adjusted Life Years (DALY) were attributable to obesity among women and men, respectively. As for low schooling, these percentages were 21.7% and 23.1%, in the same order. Results have confirmed the epidemic nature of diabetes, as well as verified the deleterious effect of overweight and low education on the burden of this disease. Once they are both preventable and modifiable risk factors, it is necessary to emphasize the need for interventions that seek to modify behavioral aspects and also the social determinants of this disease.
Keywords: Diabetes mellitus
Obesity
Education
Prevalence
Disability-adjusted life years
Attributable risk
keywords: Diabetes mellitus
Obesidade
Escolaridade
Prevalência
Anos de Vida Perdidos por Incapacidade
Risco Atribuível
DeCS: Diabetes Mellitus
Obesidade
Escolaridade
Issue Date: 2017
Citation: FLOR, Luísa Sorio. Obesidade e baixa escolaridade: o papel na prevalência e na carga de diabetes mellitus no Brasil. 2017. 128 f. Tese (Doutorado em Saúde Pública) - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2017.
Place of defense: Rio de Janeiro
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Copyright: open access
Appears in Collections:ENSP - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
luisa_sorio.pdf1.38 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.