Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/32065
Title: A enfermagem na lógica da hierarquização, da divisão social e técnica do trabalho na sociedade capitalista: evidências da precarização no processo de trabalho e no processo formativo do trabalhador de nível médio
Advisor: Dantas, André Vianna
Members of the board: Dantas, André Vianna
Lima, Júlio César França
Lemos, Cristiane Lopes Simão
Authors: Silva, Maria Osória de Oliveira
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio. Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional em Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Abstract: O cuidado em saúde é um trabalho antigo praticado em todas as civilizações por pessoas do convívio social com diferentes saberes. Da evolução desse trabalho surgiu a enfermagem que no século XIX foi instituída como profissão. O caminho percorrido por esta profissão esta permeado de contradições sociais e econômicas que se expressa na divisão social e técnica do trabalho. Por meio de pesquisa qualitativa, descritiva realizada em Artigos, Dissertações, Teses, Leis e obras literárias busca compreender a prática do cuidado em saúde nas antigas civilizações, e, posteriormente compreender o processo de trabalho da enfermagem a partir do inicio do século XX no Brasil até a atualidade, com ênfase nos períodos de 1970/90 no qual vamos buscar compreender o trabalho como processo educativo nos programas de formação dos trabalhadores, sendo eles o Programa Intensivo de Preparação de Mão de Obra (PIPMO) e o Projeto Larga Escala. Outro objetivo é compreender o trabalho da enfermagem no sistema capitalista aonde vamos nos deparar com a precarização do trabalho evidente em todos os segmentos do labor a partir da reestruturação produtiva iniciada na metade do século XX. Neste sentido a desregulamentação do trabalho na enfermagem têm suas raízes no trabalho hierarquizado e parcelado e como consequência a sobrecarga de trabalho para os profissionais de nível médio. A precarização das relações de trabalho na área da enfermagem em tempos atuais toma maior proporção com as terceirizações dos serviços de saúde, sendo este modelo de gerenciamento o que mais expropria do trabalhador seus direitos conquistados ao longo dos tempos. O ensino flexível e dual, em conformidade com as necessidades do mercado de trabalho também favorece a desregulamentação do trabalho nesta área. Concluímos que a enfermagem como categoria de trabalhadores é heterogenia e para enfrentar a desregulamentação do trabalho os profissionais devem se organizar junto às instituições que tem poder de negociação e reivindicação assim também aos órgãos que regula e fiscaliza a profissão.
Abstract: Health care is an ancient work practiced in all civilizations by people of social life with different knowledges. From the evolution of this work emerged the nursing that in the nineteenth century was instituted as a profession. The path taken by this profession is permeated by social and economic contradictions that is expressed in the social and technical division of labor. Through a qualitative, descriptive research carried out in Articles, Dissertations, Theses, Laws and literary works seeks to understand the practice of health care in the ancient civilizations, and later to understand the nursing work process from the beginning of the twentieth century in Brazil up to the present time, with emphasis on the periods of 1970/90 in which we will seek to understand work as an educational process in the training programs of workers, such as the Intensive Program for the Preparation of Manpower (PIPMO) and the Large Scale Project. Another objective is to understand the work of nursing in the capitalist system where we are faced with the precariousness of work evident in all segments of the labor from the productive restructuring begun in the mid twentieth century. In this sense, the deregulation of work in nursing has its roots in the hierarchical and piecemeal work and as a consequence the work overload for mid-level professionals. The precariousness of labor relations in the area of nursing in current times takes on greater proportion with the outsourcing of health services, being this management model that more expropriates the worker his rights conquered over time. Flexible and dual education, in line with the needs of the labor market, also favors the deregulation of work in this area. We conclude that nursing as a category of workers is heterogenous and to face the deregulation of work, professionals must organize themselves with the institutions that have negotiating power and thus also the bodies that.
Keywords: History of Nursing
Precarization of Work
Professional Training in Nursing
keywords: História da Enfermagem
Precarização do Trabalho
Formação Profissional em Enfermagem
DeCS: Educação Profissional em Saúde Pública
Educação em Enfermagem
História da Enfermagem
Issue Date: 2018
Publisher: EPSJV
Citation: SILVA, Maria Osória de Oliveira. A enfermagem na lógica da hierarquização, da divisão social e técnica do trabalho na sociedade capitalista: evidências da precarização no processo de trabalho e no processo formativo do trabalhador de nível médio. 2018, 106 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação Profissional em Saúde) - Fundação Oswaldo Cruz. Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, Rio de Janeiro, 2018.
Date of defense: 2018-11-28
Place of defense: Rio de Janeiro, RJ
Department: Coordenação de Pós-Graduação em Educação Profissional em Saúde
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio
Program: Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional em Saúde
Copyright: open access
Appears in Collections:EPSJV - PPGEPS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria_Silva_EPSJV_Mestrado_2018.pdf1.01 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.