Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/32616
Title: A avaliação do monitoramento de cianobactérias e cianotoxinas nos mananciais de abastecimento e na água de consumo humano em duas macro-regiões do Estado do Rio de Janeiro
Advisor: Vieira, Verônica Viana
Members of the board: Miyazaky, Neide Iromi Tokumaru
Baio, Paulo Vitor Pereira
Oliveira, Ana Cláudia Pimentel de
Authors: Sacramento, Ana Maria Silva
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: As cianobactérias são organismos procariontes e autotróficos encontrados nos mananciais superficiais. Quando ocorre o processo de eutrofização nessas fontes de água, tais organismos podem gerar florações de espécies potencialmente produtoras de cianotoxinas as quais se tornam predominantes naquele meio. Este trabalho apresenta a avaliação do monitoramento de cianobactérias e cianotoxinas nos mananciais e na água de consumo humano em 27 sistemas de abastecimento de água (SAAs), das regiões Metropolitana II e Norte do Estado do Rio de Janeiro. Esses sistemas são operados por prestadoras de serviço de saneamento que devem enviar, mensalmente, relatório de controle de qualidade à Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil do Rio de Janeiro, em cumprimento à Portaria M.S. n.º 518/2004. Desses relatórios, foram extraídos os dados do trabalho, inclusive os valores absolutos ou as médias das densidades de cianobactérias, no ponto de captação dos SAAs. Quando os dados permitiram, foi realizada a avaliação das espécies em termos de biovolume, freqüência e toxicidade. O período de estudo foi de julho de 2007 a julho de 2008. Dos 27 sistemas analisados, 25 (92,5%) apresentaram um resultado bom, operando o sistema no nível de vigilância, com análises mensais; dentre esses, o SAA- ETA Laranjal, em São Gonçalo, que abastece uma população de cerca de 1.300.000 habitantes. Apenas 3 SAAs (11,%) apresentaram situação de alerta, operando no nível 1 de vigilância, com análises semanais e, em alguns períodos, houve necessidade de operar no nível de vigilância 2, com análises semanais e neste caso houve, possibilidade de risco à saúde humana.No período examinado, ocorreram florações de cianobactérias nas duas regiões em estudo. No manancial Lagoa de Juturnaíba, na Região Metropolitana II, verificou-se uma floração em dezembro e em abril, com densidades acima de 20.000 céls/mL e 10.000céls/mL, respectivamente, indicando uma situação de possível risco à saúde. Na região Norte Fluminense, no manancial Lagoa Feia, que abastece os SAAs A LN-4 e P3, houve uma floração somente na captação do sistema A LN-4, no mês de junho de 2008, com contagens superiores a 20.000 células/mL. No manancial Rio Paraíba do Sul que abastece o SAA P1, houve uma floração, nos meses de agosto e outubro de 2008, com contagens acima de 20.000 células /mL, o que representa possível risco à saúde. Nesses mananciais, foram identificadas espécies dominantes, potencialmente produtoras de hepatotoxinas (microcistinas), neurotoxinas e dermatotoxinas. Entretanto, todas as análises de microcistinas e saxitoxinas mostraram resultados abaixo do limite de 1μg/L estabelecido para microcistinas e de 3,0μg/L recomendado para saxitoxinas. Com base nesse estudo, foi possível mapear os mananciais que apresentam risco de contaminação e as áreas abastecidas que apresentam risco de exposição por cianobactérias e cianotoxinas. Constataram-se, ademais os seguintes pontos: a existência de limitações financeiras por parte de algumas prestadoras de serviço de saneamento que impedem o cumprimento de itens da legislação referente ao assunto; e a dificuldade para a realização da recomendação dos bioensaios em camundongos na avaliação da toxicidade.
Abstract: Cyanobacteria are autotrophic prokaryotes and organisms found in surface water sources. When is the process of eutrophication in these water sources, these bodies may generate blooms of species potentially producing cyanotoxins that become predominant in that medium. This paper presents an evaluation of monitoring cyanobacteria and cyanotoxins in the drinking water and drinking water in 27 water supply systems (SAA), the Metropolitan II regions and North region of the State of Rio de Janeiro. These systems are operated by service providers sanitation must submit a monthly report of quality controlt to the Health Surveillance Board of Rio de Janeiro State, in accordance with the Regulation M.S. nº 518/2004. Of these reports, data were extracted from work, including the absolute values or average of densities of cyanobacteria at the point of capture of SAAs. When data allowed, we conducted the evaluation of species in terms of biovolume, frequency and toxicity. The study period was July 2007 to July 2008. Of the 27 systems reviewed, 25 (92.5%) had a good result, operating system level monitoring, with monthly analysis, among these, the SAA – ETA –Laranjal, located in São Gonçalo. which supplies a population of about 1,300,000 inhabitants. Only 3 SaaS (11%) had an alert situation, operating at a level of surveillance with weekly analysis, and in some periods, it was necessary to operate the surveillance level 2, with weekly analysis and in this case there was possible risk to human health. In the period examined, cyanobacterial blooms occurred in the two regions under study. In the spring pond Juturnaíba Metropolitan Region II, there was a flowering in December and April, with densities above and 20.000céls/mL 10.000céls/mL, respectively, indicating a situation of possible health risk. In the North Fluminense, Feia Lagoon watershed, which supplies the SAA - ALN-4 and P3, there was only one flower in the capture system The ALN-4, in June 2008, with counts greater than 20,000 cells / mL. In the Paraiba do Sul River watershed that supplies the SAA P1, there was a flowering in the months of August and October 2008, with counts above 20,000 cells / mL, which represents potential health risk. In these watersheds, the dominant species were identified, potentially producing xi xi hepatotoxins (microcystins), neurotoxins and dermatotoxinas. However, all analysis of microcystins and saxitoxins showed results below the limit of 1μg / L established for microcystins and 3.0 mg / L recommended for saxitoxin. Based on this study, it was possible to map the springs that are at risk of contamination and the areas supplied at risk for exposure to cyanobacteria and cyanotoxins. We found that, in addition the following points: the existence of financial constraints by some service providers that prevent compliance with sanitation of items of legislation relating to the subject, and the difficulty to carry out the recommendation of bioassays in mice in assessing the toxicity.
Keywords: Cyanobacteria
Cyanotoxin
Microcystins
Water for human consume
Regulation
keywords: Cianobactérias
Cianotoxinas
Água de consumo humano
Mananciais
Portaria M. S. 518/2004
DeCS: Cianobactérias
Água
Humanos
Mananciais
Issue Date: 2008
Citation: SACRAMENTO, Ana Maria Silva. A avaliação do monitoramento de cianobactérias e cianotoxinas nos mananciais de abastecimento e na água de consumo humano em duas macro-regiões do Estado do Rio de Janeiro. 2008. 48 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Controle da Qualidade de Produtos, Ambientes e Serviços Vinculados à Vigilância Sanitária) - Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2008.
Date of defense: 2008
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Coordenação de Pós-Graduação
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde
Program: Curso de Especialização em Controle da Qualidade de Produtos, Ambientes e Serviços Vinculados à Vigilância Sanitária
Copyright: open access
Appears in Collections:INCQS - Trabalhos de Conclusão de Curso - Especialização

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
34.pdf1.17 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.