Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/32896
Title: Condições de vida e de saúde no contexto de uma unidade de conservação ambiental de uso sustentável na Amazônia brasileira
Advisor: Costa, André Monteiro
Members of the board: Costa, André Monteiro
Gurgel, Idê Gomes Dantas
Gurgel Júnior, Garibaldi Dantas
Santos, Solange Laurentino dos
Bezerra, Anselmo César Vasconcelos
Serapioni, Mauro
Hespanha, Pedro
Authors: Medeiros, Marcílio Sandro de
Coadvisor: Augusto, Lia Giraldo da Silva
Barca, Stefania
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Aggeu Magalhães. Recife, PE, Brasil / Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Leônidas e Maria Deane. Manaus, AM, Brasil.
Abstract: O objetivo foi compreender como são determinadas as condições de vida e de saúde dos ribeirinhos da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, cuja execução das ações da gestão do território é realizada por organizações não estatais e, para isso, utilizou-se a categoria da Reprodução Social de Juan Samaja. Trata-se, este, de um estudo analítico, do tipo estudo de caso. A área e população do estudo foram, respectivamente, composta por famílias residentes em oito comunidades que totalizaram 239 pessoas. As etapas da pesquisa constituíram-se de análise documental, observação direta, entrevista, questionário estruturado e plano de análise dos dados na perspectiva multinível. A reprodução política emerge em meio a um campo epistêmico da biologia conservacionista no âmbito de uma conjuntura de rediscussão dos modelos de Estado e de Desenvolvimento. No caso, constatou-se que essa envolvia várias instituições, que atuam de forma desarticulada com saúde municipal, que não solucionaram, por exemplo, as barreiras de ordem geográfica de acesso à saúde, típicas do modo de vida regulada pela ecossistema de várzea, nem a baixa escolaridade (42% não sabem ler) e baixa renda (60,6% das famílias vivem com menos de 1 salário mínimo), como também o deficitário acesso a banheiro e água encanada dentro de casa (17% e 25%, respectivamente). No nível biocomunal, essas condições, se expressam nas elevadas queixas de saúde (78,8%) e de acidentes de trabalho (70,9%), assim como nas frequências de doenças de veiculação hídrica e de transmissão vetorial. Concluímos que os processos sociais que determinam as situações de saúde dos ribeirinhos são oriundos da estrutura de poder configurada pela sobreposição de estratégias de ações das organizações estatais e não estatais, as quais tem produzido interação de conflito sobre as responsabilidades com a atenção à saúde.
Abstract: The objective was to understand how are determined life and health conditions of the riverside inhabitants of Mamirauá Sustainable Development Reserve, which the execution of the actions of the management of the territory is accomplished by nonstate organizations and, for that, the category of Juan Samaja's Social Reproduction was used. This is an analytical study type case study. The area and population of the study were, respectively, composed by resident families in eight communities that totaled 239 people. The stages of the research were constituted of documental analysis, direct observation, interviews, structured questionnaire and analysis plan of the data in multilevel perspective. The political reproduction emerges in the middle of an epistemic field of the conservationist biology in the extent of a conjuncture of discussion of the of State models and of Development. In the case, it was verified that that involved several institutions, that act in a disjointed way with municipal health, that didn't solve, for instance, the barriers of geographical order of access to health, typical of the way of life regulated by the meadow ecosystem, nor the low education (42% don't know how to read) and the lowers income (60,6% of the families that live with less than 1 minimum wage), as well as the deficient access to bathroom and piped water inside their houses (17% and 25%, respectively). In the bio communal level, these conditions, are expressed in the high complaints of health (78,8%) and of work accidents (70,9%), as well as in the frequencies of diseases of water means and of vector transmission. We concluded that the social processes that determine the situations of health of the riverside ones are originated from the structure of power configured by the superposition of action strategies of the state and nonstate organizations, which has been producing interaction conflict about the responsibilities with the health attention.
Keywords: Environmental Health
Social Conditions
Vulnerable Populations
Protected Areas Forests
Amazonian Ecosystem
keywords: Saúde Ambiental
Condições de Vida
Populações Vulneráveis
Áreas Protegidas
Florestas
Ecossistema Amazônico
Issue Date: 2018
Publisher: Fundação Oswaldo Cruz
Citation: MEDEIROS, Marcílio Sandro de. Condições de vida e de saúde no contexto de uma unidade de conservação ambiental de uso sustentável na Amazônia brasileira. 2018. 257 f. Tese (Doutorado em Ciências) - Instituto Aggeu Magalhães, Fundação Oswaldo Cruz, Recife, 2018.
Date of defense: 2018-03-23
Place of defense: Recife, PE
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública
Copyright: open access
Appears in Collections:AM - ILMD - Teses de Doutorado dos Profissionais
PE - IAM - PPGSP - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ve_Medeiro_Marcílio_Tese_Fiocruz_IAM_2018.pdf4.47 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.