Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/4677
Title: Cultura organizacional como suporte à estratégia institucional: o caso dos laboratórios de pesquisa do IOC
Other Titles: Organizational culture as support to the institutional strategy: the case of the laboratories of research of the IOC
Advisor: Uribe Rivera, Francisco Javier
Authors: Pelajo, Elisabete Alcântara Caldara
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: O desafio de reorientar sua pesquisa, para atender à Política Nacional de Ciência e Tecnologia e Inovação em Saúde do Ministério da Saúde, imprime ao Instituto Oswaldo Cruz, instituição de pesquisa biomédica da Fundação Oswaldo Cruz, a necessidade de mudanças significativas em sua gestão de Pesquisa e Desenvolvimento. Com o entendimento de que a cultura intervém neste processo, e, por este motivo, fazse necessária sua compreensão, este trabalho teve como propósito investigar a culturaorganizacional do Instituto Oswaldo Cruz, a fim de avaliá-la neste novo contexto. Procedemos, então, ao levantamento cultural através das representações socioculturais de seus pesquisadores, enfocando temas relativos ao direcionamento institucional para desenvolvimento de projetos mais inovadores de produção tecnológica. Neste intuito, recorremos ao Discurso do Sujeito Coletivo, processo metodológico proposto por Lefèvre, que consiste basicamente em compor um ou vários discursos coesos que expressam e sintetizam os discursos dos membros de um grupo. Tendo como base a idéia de cultura como recurso, optamos, então, ao investigá-la, por captar, em seustraços culturais, os aspectos positivos que podem ser mobilizados de modo a que potencializem a perspectiva de mudança, enfraquecendo, simultaneamente, os aspectos negativos. Os discursos produzidos revelaram que o padrão cultural do Instituto Oswaldo Cruz é duplo, típico de uma transição cultural. Isto significa que valores tradicionais como o de autonomia, ajustamento mútuo, cooperação baseada na espontaneidade profissional , no academicismo, são acompanhados das tendências insinuantes de um processo de adaptação ou evolução cultural, que incorpora o reconhecimento da necessidade crescente de horizontalidade, do trabalho em rede, da integração de grupos e da integração ciência básica e desenvolvimento tecnológico.
keywords: Cultura Organizacional
Desenvolvimento Tecnológico
Serviços Laboratoriais de Saúde Pública
Issue Date: 2007
Citation: Rio de Janeiro s.n 2007 85,xxxp
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Copyright: open access
Appears in Collections:ENSP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
936.pdf671.03 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.