Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/8254
Title: Estudo da qualidade microbiológica do ar de ambientes internos climatizados
Other Titles: Microbiological air quality of acclimatized interiors
Advisor: Fracalanzza, Sérgio Eduardo Longo
Aguiar, Paula Fernandes de
Members of the board: Silva, Agostinho Alves de Lima e
Andrade, Cláudio de Moraes
Marzochi, Keyla Belizia
Solari, Claude André
Authors: Nunes, Zilma das Graças
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: A determinação da qualidade microbiológica do ar climatizado de interiores e a sua influêcia no bem estar e na saúde dos indivíduos que freqüentam esses espaços é motivo de ampla discussão. Nesse trabalho foi avaliado, inicialmente, o desempenho do amostrador de ar MAS-100 frente ao amostrador de Andersen de um estágio. Os resultados obtidos a partir de coletas efetuadas em um escritório apresentaram a mesma tendência. Em seguida, os níveis de contaminação microbiana no ar em escritórios, hospitais, indústrias e shoppings da cidade do Rio de Janeiro foram verificados entre 1998 e 2002. A grande maioria dos 3000 pontos avaliados (94.3 a 99.4 por cento) estava de acordo com a legislação vigente no país. Foi avaliada também a sazonalidade e a possível correlação entre a quantidade de microrganismos, a temperatura e a umidade do ar, através do uso da técnica de análise por componentes principais. A distribuição das amostras foi homogênea e, tanto a temperatura quanto a umidade, não foram parâmetros importantes para explicar o padrão de dispersão das amostras. A avaliação microbiológica do ar de diferentes setores de um hospital público demonstrou contagens mais elevadas em momentos de atividade junto ao paciente ou de limpeza e, ainda, valores mais elevados de heterótrofos totais do que de bolores e leveduras, de um modo geral. Neste hospital foram encontradas também espécies patogênicas do gênero Aspergillus, como A. fumigatus, A. flavus e A terreus. Do mesmo modo, entre as bactérias isoladas encontraram-se cepas multirresistentes de patógenos como S. marcescens, P. aeruginosa e S. aureus. A epidemiologia molecular estudada pela técnica de eletroforese de campo pulsado revelou um perfil genético indistinguível para algumas cepas de S. marcescens isoladas do ar e de material clínico, obtido de pacientes colonizados ou com infecção hospitalar, caracterizou as cepas de P. aeruginosa, de amostras de ar, como estreitamente relacionadas às de material clínico. Uma cepa de S. aureus isolada de amostra de ar mostrou-se também como estreitamente relacionada a uma cepa desta mesma espécie, isolada de paciente. Assim, as análises microbiológicas do ar de interiores climatizados mostraram-se como um instrumento fundamental para controle microbiológico do ar destes locais, assim como para estudos de cunho epidemiológico.
Abstract: Extensive discussion has focused on determining the microbiological air quality of acclimatized interiors and its influence on the health and well-being of individuals frequenting such places. This study began by evaluating the performance of the MAS-100 air sampler compared to the one stage Andersen sampler and it was observed a similar trend for both instruments. Microbial air contamination levels were measured in offices, hospitals, industries, and shopping centers in the city of Rio de Janeiro, Brazil, from 1998 to 2002. The vast majority of the 3,060 sites evaluated (94.3 to 99.4%) were in accordance with the prevailing Brazilian legislation. The seasonality and possible correlation between the quantity of airborne microorganisms were evaluated and the air temperature and humidity, using principal components analysis technique. It was observed that the samples distribution was homogeneous, and that temperature and humidity were not important parameters to explain the samples’ dispersion pattern. Microbiological air evaluation in different hospital departments showed higher levels during cleaning periods, and there were generally higher levels of heterotrophs than molds and yeasts. There was found pathogenic species from genus Aspergillus like A. fumigatus, A. flavus, and A. terreus. Likewise, the bacteria isolated included multi-resistant strains of pathogens such as S. marcescens, P. aeruginosa, and S. aureus. The molecular epidemiology studied by pulsed field gel electrophoresis showed total similarity for genetic profiles of some S. marcescens strains isolated from air and clinical material obtained from colonized patients or patients with nosocomial infection, besides characterizing a P. aeruginosa strain from air sample as closely related to the clinical material one. A S. aureus strain isolated from an air sample proved to be closely related to one of the strains of this specie isolated from patient. In this way, microbiological analyses of indoor air have proven to be a important instrument for microbiological air control, as well as for epidemiological studies.
DeCS: Análise Microbiológica
Controle da Qualidade do Ar
Bactérias
Fungos
Microbiologia
Issue Date: 2005
Citation: NUNES, Z. G. Estudo da qualidade microbiológica do ar de ambientes internos climatizados. 2005. 153 f. Tese (Doutorado em Vigilância Sanitária) - Fundação Oswaldo Cruz, Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde, Rio de Janeiro, 2005.
Date of defense: 2005-08-26
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde
Program: Programa de Pós-Graduação em Vigilância Sanitária
Copyright: open access
Appears in Collections:INCQS - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
148.pdf1.31 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.