Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/18308
Title: Minerador de eventos adversos maláricos no Twitter O caso da Doxiciclina
Advisor: Silva, Fabricio Alves Barbosa da
Members of the board: Alves, Marcelo Ribeiro
Castro, Maria Clícia Stelling de
Gomes, Marcelo Ferreira da Costa
Caffarena, Ernesto
Belloze, Kele Teixeira
Authors: Duval, Felipe Vieira
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Abstract: Durante o período de pós-comercialização, quando medicamentos são usados por grandes populações e por períodos de tempo maiores, eventos adversos inesperados podem ocorrer, o que altera a relação risco-benefício dos medicamentos o suficiente para exigir uma ação regulatória. Eventos adversos no período de pós-comercialização podem requerer um aumento significativo de cuidados de saúde e resultar em danos desnecessários, muitas vezes fatais, aos pacientes. Portanto, a descoberta o quanto antes de eventos adversos no período de pós-comercialização é um objetivo principal do sistema de saúde. Alguns países possuem sistemas de vigilância farmacológica responsáveis pela coleta de relatórios voluntários de eventos adversos na pós-comercialização, mas estudos já demonstraram que com a utilização de redes sociais como o Twitter, pode-se conseguir um número maior de relatórios. O objetivo principal desse projeto é construir um sistema totalmente automatizado que utilize o Twitter como fonte para encontrar eventos adversos novos e já conhecidos e fazer a análise estatística dos dados obtidos. Para tal, foi construído um sistema que coleta, processa, analisa e avalia tweets em busca de eventos adversos, comparando-os com dados da FDA e do padrão de referência construído. Nos resultados obtidos conseguimos encontrar eventos adversos novos e já existentes relacionados ao medicamento doxiciclina o que demonstra que o Twitter pode sim, ser útil para a Farmacovigilância quando utilizado em conjunto com outras fontes de dados
Abstract: At the post-marketing phase when drugs are used by large populations and for long periods, unexpected adverse events may occur altering the risk-benefit trade off of drugs, sometimes requiring a regulatory action. These events at the post-marketing phase require a significant increase in health care since they result in unnecessary damage, often fatal, to patients. Therefore, the early discovery of adverse events in the post-marketing phase is a primary goal of the health system. Some countries have pharmacovigilance systems used to collect voluntary reports of adverse events from post-marketing, but studies have shown that with the use of social networks like Twitter, you can get a greater number of reports. The main objective of this project is to build a fully automated system that uses Twitter as a source to find new and already known adverse events and do statistical analysis of the data. To achieve this, we build a system that collects, processes, analyzes and evaluates tweets in searching for adverse events and comparing them with the FDA data and gold standard built. New and already known adverse events related to the doxycycline drug were found in the result, which shows that Twitter can indeed be useful for pharmacovigilance when used with other data sources
keywords: Evento Adverso
Twiter
Análise Desproporcionalidade
Big Data
DeCS: Farmacovigilância
Mídias Sociais
Mineração de Dados
Malária
Issue Date: 2016
Citation: DUVAL, F. V. Minerador de eventos adversos maláricos no Twitter: O caso da Doxiciclina. 2016. 80 f. Dissertação (Mestrado em Biologia Computacional e Sistemas) - Fundação Oswaldo Cruz, Instituto Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, RJ, 2016.
Date of defense: 2016-05-16
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Pós-Graduação em Biologia Computacional e Sistemas
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Biologia Computacional e Sistemas
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - PGBCS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
felipe_duval_ioc_mest_2016.pdf1.94 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.