Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/34811
Title: Construção e validação de um manual para diagnóstico de doença de Chagas
Advisor: Lopes, Renato Matos
Meis, Juliana de
Authors: Castro, Rejane Seila da Silva
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: No Brasil, as notificações de Doença de Chagas Aguda (DCA) concentram-se na Amazônia Legal, especialmente no Estado do Pará (PA). Apesar de subestimados, dados da Secretaria de Saúde do Pará (SESPA) indicam que de 2006 a 2017 foram registrados 1676 casos da doença, a maioria em forma de surto por transmissão oral. Considerando a alta prevalência de casos de DCA no estado, em 2007, foi implantado pelo Ministério da Saúde (MS) e a Secretaria de Saúde do Estado do Pará (SESPA) um plano de trabalho englobando os setores de vigilâncias sanitária, entomológica, laboratorial, mobilização social, atenção básica, gestão e educação em saúde para combater a DCA. A presente dissertação apresenta um processo de construção e validação de um manual de diagnóstico de DCA para microscopistas de base que atuam no diagnóstico em áreas de risco da doença de Chagas no Estado do Pará. O projeto foi desenvolvido dentro da \201Cperspectiva freireana\201D onde a construção do conhecimento ocorreu de forma dialógica e participativa com a colaboração de atores importantes no diagnóstico e controle da doença de Chagas na região, tais como os próprios microscopistas, gestores, médicos e estudantes da área da saúde. Na primeira etapa foram elaborados um manual e um questionário de avaliação desse manual. O questionário foi aplicado para 46 profissionais de saúde e foram obtidos uma média de aprovação de 85,9%. Além do questionário, foi realizada uma análise de conteúdo de sugestões para aperfeiçoamento do manual e 125 expressões de categorias positivas foram obtidas. Esse processo foi fundamental para a elaboração da versão final do manual. Finalmente, uma apreciação final do manual foi realizada por sete microscopistas que participaram de um curso de capacitação, oferecido pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Pará. Essa apreciação foi realizada por meio de relatos escritos. Através de uma construção colaborativa e solidária com diferentes profissionais de saúde, mas especialmente o público-alvo a quem se destinava o recurso educacional elaborado (os microscopistas de base), foi possível produzir e validar um manual de diagnósticos de doença de Chagas próximo da realidade e demandas de trabalho do estado do Pará. Para isso, levou-se em consideração os conhecimentos prévios dos sujeitos, de forma dialógica, com capacidade de produzir mudanças nas práticas de atenção à saúde, fortalecendo a participação da população de forma crítica.
Abstract: Resumo: No Brasil, as notificações de Doença de Chagas Aguda (DCA) concentram-se na Amazônia Legal, especialmente no Estado do Pará (PA). Apesar de subestimados, dados da Secretaria de Saúde do Pará (SESPA) indicam que de 2006 a 2017 foram registrados 1676 casos da doença, a maioria em forma de surto por transmissão oral. Considerando a alta prevalência de casos de DCA no estado, em 2007, foi implantado pelo Ministério da Saúde (MS) e a Secretaria de Saúde do Estado do Pará (SESPA) um plano de trabalho englobando os setores de vigilâncias sanitária, entomológica, laboratorial, mobilização social, atenção básica, gestão e educação em saúde para combater a DCA. A presente dissertação apresenta um processo de construção e validação de um manual de diagnóstico de DCA para microscopistas de base que atuam no diagnóstico em áreas de risco da doença de Chagas no Estado do Pará. O projeto foi desenvolvido dentro da \201Cperspectiva freireana\201D onde a construção do conhecimento ocorreu de forma dialógica e participativa com a colaboração de atores importantes no diagnóstico e controle da doença de Chagas na região, tais como os próprios microscopistas, gestores, médicos e estudantes da área da saúde. Na primeira etapa foram elaborados um manual e um questionário de avaliação desse manual. O questionário foi aplicado para 46 profissionais de saúde e foram obtidos uma média de aprovação de 85,9%. Além do questionário, foi realizada uma análise de conteúdo de sugestões para aperfeiçoamento do manual e 125 expressões de categorias positivas foram obtidas. Esse processo foi fundamental para a elaboração da versão final do manual. Finalmente, uma apreciação final do manual foi realizada por sete microscopistas que participaram de um curso de capacitação, oferecido pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Pará. Essa apreciação foi realizada por meio de relatos escritos. Através de uma construção colaborativa e solidária com diferentes profissionais de saúde, mas especialmente o público-alvo a quem se destinava o recurso educacional elaborado (os microscopistas de base), foi possível produzir e validar um manual de diagnósticos de doença de Chagas próximo da realidade e demandas de trabalho do estado do Pará. Para isso, levou-se em consideração os conhecimentos prévios dos sujeitos, de forma dialógica, com capacidade de produzir mudanças nas práticas de atenção à saúde, fortalecendo a participação da população de forma crítica.
keywords: Doença de Chagas
Materiais de Ensino
Técnicas de Laboratório Clínico
Manuais
Microscopia
Issue Date: 2018
Citation: CASTRO, Rejane Seila da Silva. Construção e validação de um manual para diagnóstico de doença de Chagas. 2018. 114 f. Dissertação (Mestrado em Ensino em Biociências e Saúde)-Instituto Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2018.
Date of defense: 2018
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Instituto Oswaldo Cruz
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Ensino em Biociências e Saúde
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - PGEBS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
rejane_castro_ioc_mest_2018.pdf8.85 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.