Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/6480
Title: Alimentação saudável, escolaridade e excesso de peso entre mulheres de baixa renda
Authors: Lins, Ana Paula Machado
Sichieri, Rosely
Coutinho, Walmir Ferreira
Ramos, Eloane Gonçalves
Peixoto, Maria Virginia Marques
Fonseca, Vânia Matos
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Fernandes Figueira. Departamento de Ensino. Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e da Mulher. Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Abstract: Analisar os fatores associados à prevalência do excesso de peso e obesidade em uma população de mulheres adultas de baixa renda, moradoras de uma região metropolitana; e sua associação com variáveis socioeconômicas, demográficas, reprodutivas e comportamentais, destacando a alimentação saudável. Métodos: Foi realizado um estudo transversal de base populacional com uma amostra probabilística de 758 mulheres de 20 anos ou mais moradoras de Campos Elíseos – Duque de Caxias. Utilizou-se análise bivariada e regressão multivariada hierarquizada para identificar fatores associados ao excesso de peso e obesidade. Resultados: Encontrou-se uma prevalência de obesidade de 23% e prevalências de 56,0%, quando somados o excesso de peso e a obesidade. Encontrou-se associação inversa entre anos de estudo, excesso de peso e obesidade. A maioria das mulheres referiu alimentação saudável (73,6%), que aumentou positivamente com a renda, escolaridade e idade. Não consumir semanalmente verduras esteve associado ao excesso de peso e não realizar alimentação saudável esteve associado à obesidade. Conclusões: Os resultados demonstraram que mesmo em uma população com renda baixa, um maior nível de escolaridade tem impacto na prevenção deste agravo e nas escolhas alimentares.
Abstract: The scope of this study was to analyze the factors associated with the prevalence of being overweight and obesity in a population of lowincome adult women living in a metropolitan region and its association with socioeconomic, demographic, reproductive and lifestyle variables, highlighting the importance of healthy eating. A population-based, cross-sectional study was conducted with a random sample of 758 women aged 20 or older living in Campos Elíseos - Duque de Caxias – State of Rio de Janeiro. Bivariate and multivariate hierarchical regression was used to identify factors associated with overweight and obesity. A prevalence of 23% of obesity was found, and a prevalence of 56% of being overweight and obesity combined. An inverse association was found between years of study, being overweight and obesity. Most of the women reported having a healthy diet (73.6%) that increased positively with income, education and age. Failure to consume vegetables weekly was associated with being overweight and not having a healthy diet was associated with obesity. The results of this study demonstrate that even in low-income populations, a higher level of education has an impact on prevention of this problem and in food choices.
Keywords: Overweight
Healthy Eating
Schooling
Population study
keywords: Excesso de Peso
Alimentação Saudável
Escolaridade
Estudo populacional
DeCS: Obesidade
Alimentos Naturais
Issue Date: 2013
Publisher: Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Bibliography : Batista Filho M, Souza AI, Miglioli TC, Santos MC. Anemia e obesidade: um paradoxo da transição nutricional brasileira. Cad Saude Publica 2008; 24(2):247-257.
Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Pesquisa de orçamentos familiares 2008-2009: análise da disponibilidade domiciliar de alimentos e do estado nutricional no Brasil. Rio de Janeiro: IBGE; 2010. [site da internet]. [acessado 2012 nov 29]. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/ noticias/noticia_visualiza.php?id_noticia=1648 &id_pagina=1.
Gigante DP, Dias-da-Costa JS, Olinto MTA, Menezes AMB, Macedo S. Obesidade da população adulta de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, e associação com nível sócio-econômico. Cad Saude Publica 2006; 22(9):1873-1879.
Alves V, Magalhães R. Obesidade e Pobreza: O Aparente Paradoxo - Um estudo com mulheres da Favela da Rocinha. Cad Saude Publica 2005; 21(6): 1792-1800.
World Health Organization (WHO). Preventing chronic diseases: a vital investment: WHO global report. Geneva: WHO; 2010.
Mendonça CP. Práticas alimentares e de atividade física de mulheres obesas atendidas em unidades de saúde pública do Município de Niterói: trajetórias e narrativas [tese]. Rio de Janeiro: Fiocruz, Escola Nacional de Saúde Pública; 2005.
Organización Mundial de la Salud, Organización de las Naciones Unidas para la Agricultura y la Alimentación. Un marco para la promoción de frutas y verduras a nivel nacional. [site da internet]. [acessado 2012 nov 29]. Disponível em: http://www.who. int/dietphysicalactivity/reportSP%20final.pdf.
Lock K, Pomerleau J, Causer L, Altmann DR, Mc- Kee M. The global burden of disease attributable to low consumption of fruit and vegetables: implications for the global strategy on diet. Bull World Health Organ 2005; 83(2):100-108.
Claro R M, Carmo HCE, Machado FMS, Monteiro CA. Renda, preço dos alimentos e participação de frutas e hortaliças na dieta. Rev Saude Publica 2007; 41(4):557-564.
World Health Organization (WHO). Diet, nutrition and the prevention of chronic diseases. Genève: WHO Technical Report Series; 2003.
Liu RH. Health benefits of fruit and vegetables are from additive and synergistic combinations of phytochemicals 1–4. Am J Clin Nutr 2003; 78(Supl. 3):517-520.
Sichieri R, Moura EC. Análise multinível das variações no índice de massa corporal entre adultos, Brasil, 2006. Rev Saude Publica 2009; 43(2):90-97.
Brasil. Ministério da Saúde (MS). Análise da Estratégia Global para alimentação Saudável, atividade física e saúde. Documento realizado pelo Grupo técnico assessor instituído pela Portaria do Ministério da Saúde nº 596, de 8 de abril de 2004.
Brasil. Ministério da Saúde (MS). Secretaria de Atenção à Saúde Coordenação-Geral da Política de Alimentação e Nutrição. Guia Alimentar para População Brasileira. Brasília: MS; 2005. (Série A. Normas e Manuais Técnicos).
Gordon CC, Chumlea WC, Roche AF. Stature, recumbert length, and weight. In: Lohman TG, Roche AF, Martorell R, editors. Anthropometric standardization reference manual. Champaign: Human kinetics Books; 1988. p. 3-8.
World Health Organization (WHO). Energy and Protein Requirements. Food and Agricultural Organization. United Nations University, 1985. Geneva: WHO; 1985.
Brasil. Ministério do Trabalho (MT). Lei n. 6.514 de 22 de dezembro de 1977. Altera o capítulo V do título II da Consolidação das Leis do Trabalho, relativas à segurança e Medicina do Trabalho, e dá outras providências. São Paulo: Lex Editor; 1977.
Ainsworth BE, Haskell WL, Whitt ME, Irwin ML, Swartz AM, Strath SJ, O’Brien WL, Bassett DR Jr, Schmitz KH, Emplaincourt PO, Jacobs DR Jr, Leon AS. Compendium of Physical Activities: an update of activity codes and MET intensities. Med Sci Sports Exerc 2000; 32(Supl. 9):S498-S504.
Bickel G, Nord M, Price C, Hamilton W, Cook J. Guide to measuring household fod security. Alexandria. Department of Agriculture Food and Nutrition Service; 2000.
Victora CG, Huttly SR, Fuchs SC, Olinto MTA. The role of conceptual frameworks in epidemiological analysis: A hierarchical approach. Int J Epidemiol 1997; 26(1):224-227.
Martuzzi M, Elliott P. Estimating the incidence rate ratio in cross-sectional studies using a simple alternative to logistic regression. Ann Epidemiol. 1998; 8(1):52-55.
Traissac P, Martin-Prével Y, Delpeuch B, Maire B. Régression logistique vs autres modèles linéaires généralizés pour l’ estimation de rapports de prévalences. Rev Epidém. et Santé Publ 1999; 47:593-604.
Brasil. Ministério da Saúde (MS). Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde da Criança e da Mulher. Brasília: MS; 2008.
Teichmann L, Olinto MTA, Costa JSD, Ziegler D. Fatores de risco associados ao sobrepeso e a obesidade em mulheres de São Leopoldo, RS. Rev Bras Epidemiol 2006; 9(3):360-973.
Bendixen H, Holst C, Sørensen TIA, Raben A, Bartels EM, Astrup A. Major increase in prevalence of overweight and obesity between 1987 and 2001 among danish adults. Obes Res 2004; 12(9):1464-1472.
Torrance GM, Hooper MD, Reeder BA. Trends in overweight and obesity among adults in Canada (1970-1992): evidence from national surveys using measured height and weight. Int J Obes Relat Metab Disord 2002; 26(6):797-804.
Caballero B. The global epidemic of obesity: an overview. Epidemiol Rev 2007; 29:1-5.
Popkin BM, Gordon-Larsen P. The nutrition transition: worldwide obesity dynamics and their determinants. Int J of Obesity 2004; 28(Supl.):S2-S9.
Ogden CL, Yanovski SZ, Carroll MD, Flegal KM. The epidemiology of obesity. Gastroenterology 2007; 132(6):2087-2102.
Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Pesquisa Nacional por Amostra Domiciliar. Rio de Janeiro: IBGE; 2007.
Monteiro CA, Conde WL, Castro, IRR. A tendência cambiante da relação entre escolaridade e risco de obesidade no Brasil (1975-1997). Cad Saude Publica 2003; 19(Supl.):S67-S75.
Monteiro CA, Moura EC, Conde WL, Popkin BM. Socioeconomic status and obesity in adult populations of developing countries: a review. Bull World Health Organ 2004; 82(12):940-946.
Neutzling MB, Rombaldi AJ, Azevedo MR, Hallal PC. Fatores associados ao consumo de frutas, legumes e verduras em adultos de uma cidade no Sul do Brasil. Cad Saude Publica 2009; 25(11):2365-2374.
Figueiredo IC, Jaime PC, Monteiro CA. Factors associated with fruit and vegetable intake among adults of the city of Sao Paulo, Southeastern Brazil. Rev Saude Publica 2008; 42(5):777-785.
Brasil. Ministério da Saúde (MS). Vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico - VIGITEL. Brasília: MS; 2009.
Jaime PC, Monteiro CA. Fruit and vegetable intake by Brazilian adults, 2003. Cad Saude Publica 2005; 21(Supl.):S19-S24.
Citation: LINS, Ana Paula Machado et al. Alimentação saudável, escolaridade e excesso de peso entre mulheres de baixa renda. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 18, n. 2, p. 357-366, 2013.
ISSN: 1678-4561
Copyright: open access
Appears in Collections:IFF - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Alimentação saudável, escolaridade e excesso de peso.pdf117.28 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.