Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/36331
Title: Estudo para determinação de metodologia analítica para comprovação da eficácia antimicrobiana do álcool etílico na forma de gel
Advisor: Miyazaki, Neide Hiromi Tokumaru
Members of the board: Leite, Paola Carderelli
Rezende, Cleide Aparecida Ferreira de
Santos, André Luiz Souza dos
Miyazaki, Neide Hiromi Tokumaru
Villas Bôas, Maria Helena Simões
Authors: Abreu, Alessandra Oliveira de
Coadvisor: Villas bôas, Maria Helena Simões
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou em 20 de fevereiro de 2002 a RDC nº 46, determinando que o álcool etílico com graduações superiores a 54º GL ou 46º INPM, deveria ser comercializado unicamente em solução coloidal, na forma de gel e desnaturado. Porém organizações internacionais ainda não dispõem de metodologia padronizada para avaliação da atividade antimicrobiana destes produtos, principalmente devido a fatores interferentes como a volatilidade e a viscosidade do gel. Portanto o presente estudo teve como objetivo principal determinar uma metodologia que pudesse avaliar esta atividade. Foi realizada uma adaptação da metodologia preconizada pela “Association of Official Analytical Chemists” utilizada para avaliação da atividade antimicrobiana de desinfetantes nas formas de “Spray” e Aerossol, onde lamínulas de vidro são utilizadas como carreadores. As adaptações realizadas se mostraram bastante satisfatórias, permitindo que fosse testado um produto à base de álcool etílico sob a forma de gel (produto B), aplicando-se diferentes volumes do mesmo. O volume de 100 L do produto B (63º GL) foi capaz de eliminar Salmonela choleraesuis ATCC 10708, Pseudomonas aeruginosa ATCC 15442 e Staphylococcus aureus ATCC 6538. Porém, quando o volume foi reduzido para 50 L foi verificada a eficácia apenas contra S. choleraesuis ATCC 10708 e P. aeruginosa ATCC 15442 e não para S. aureus ATCC 6538. A partir destes resultados foi estabelecido o volume mínimo de 100 μL a ser usado no método para qualquer produto. Porém, para garantir resultados confiáveis, foi realizado um estudo de pré-validação da metodologia desenvolvida, visando a validação do método e sua ampla utilização por diferentes laboratórios analíticos. A princípio foram avaliados apenas os seguintes parâmetros: especificidade, robustez e repetitividade. O método foi considerado robusto, de acordo com os parâmetros avaliados (instrumentos laboratoriais e o tempo de incubação do microrganismo), após aplicação da técnica de “pour-plate” e do teste estatístico ANOVA com nível de significância de 5% (p < 0,05). Os resultados estatísticos mostraram que não houve diferença entre os grupos estudados pela ANOVA, variando-se os instrumentos laboratoriais e o tempo de incubação. O método foi considerado robusto, pois manteve sua resposta em meio às variações deliberadas, dos parâmetros analíticos, dentro do laboratório. Após os ensaios envolvendo alguns parâmetros de validação, o método desenvolvido foi utilizado para avaliação da atividade bactericida de produtos à base de álcool etílico na forma de gel em diferentes concentrações dispostos à venda. Os produtos C (77º GL), D (77º GL) e E (82º GL), apresentaram eficácia contra todos os microrganismos teste utilizados. No entanto, o produto A (54º GL), apresentou crescimento de S. aureus ATCC 6538 muito acima do critério determinado pelo método. Para concluir o processo de validação do método, ainda será necessário realizar um estudo interlaboratorial envolvendo pelo menos três diferentes laboratórios analíticos.
Abstract: Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa (Brazilian Sanitary Surveillance Agency) published the guideline RDC No. 46 on the 20th February 2002, establishing that ethyl alcohol with degree greater than 54º GL (%V) or 46º INPM (%Wt), should be commercialized only in colloidal solutions, denaturized and in a gel form. However, international organizations do not, as yet, have a standard methodology to evaluate antimicrobial activity in these products, mainly due to difficulties related to gel volatility and viscosity. The present study, therefore, aims to establish a methodology to be able to evaluate such activity under these conditions. An adaptation of the methodology commended by the Association of Official Analytical Chemists was used for the evaluation of antimicrobial activity of disinfectants in the forms of sprays and aerosols, in which glass coverslips are used as carriers. The alterations proved to be satisfactory. The adapted methodology allowed different volumes of an ethyl alcohol based product in the form of a gel (product B) to be tested. A volume of 100 L of product B (63º GL) was able to eliminate Salmonela choleraesuis ATCC 10708, Pseudomonas aeruginosa ATCC 15442 e Staphylococcus aureus ATCC 6538. However, when the volume was reduced to 50 L it was efficient against S. choleraesuis ATCC 10708 and P. aeruginosa ATCC 15442 but not against S. aureus ATCC 6538. Based on these results a minimum volume of 100 μL was established to be used in the method for any product. Nevertheless, to guarantee reliable results, a pre-validation study of the methodology developed was carried out, with a view to validating the methodology and its broad application for different analytical laboratories. At first, only the following parameters were evaluated: specificity, robustness and repeatability. The method was considered robust according to the parameters evaluated (laboratory equipment and microorganism incubation time) after the application of the pour plate technique and the ANOVA statistical test with a significance level of 5% (p < 0.05). The statistical results with ANOVA showed no difference between the groups studied, with laboratory equipment and incubation time as variables. The method was considered robust since its response remained constant despite the deliberate variations made to analytical parameters in the laboratory. After tests for validation parameters, the new method was used to evaluate bactericidal activity of commercial ethyl alcohol based products in the form of gel in different concentrations. The products C (77º GL), D (77º GL) and E (82º GL) presented efficacy against all microorganisms used in the tests. However, the product A (54º GL), presented a much greater growth of S. aureus ATCC 6538 than the criteria established for the method. In order to conclude the validation process of this method an interlaboratory study involving at least three different analytical laboratories will have to be carried out.
Keywords: Antimicrobial evaluation
Validation
Analytical methodology
Ethanol in the form of gel
Quality Control
Health Surveillance
keywords: Avaliação Antimicrobiana
Validação
Metodologia analítica
Álcool etílico na forma de gel
Controle de Qualidade
Vigilância Sanitária
DeCS: Estudos de Validação
Avaliação
Etanol
Desinfetantes
Vigilância Sanitária
Controle de Qualidade
Issue Date: 2009
Citation: ABREU, A. O. Estudo para determinação de metodologia analítica para comprovação da eficácia antimicrobiana do álcool etílico na forma de gel. 2009. 85 f. Dissertação (Mestrado em Vigilância Sanitária)-Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2009.
Date of defense: 2009-03-31
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Coordenação de Pós Graduação
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde
Program: Programa de Pós-Graduação em Vigilância Sanitária
Copyright: open access
Appears in Collections:INCQS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_Alessandra_Oliveira_Abreu.pdf1.14 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.