Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/9520
Title: Avaliação da suscetibilidade a antimicrobianos e formação de biofilmes em pseudomonas aeruginosa isoladas de água mineral
Other Titles: Evaluation of susceptibility to antimicrobial and formation of biofilm in pseudomonas aeruginosa isolated of mineral water
Advisor: Marin, Victor Augustus
Members of the board: Viana, Celio Mauro
Leite, Paola Cardarelli
Miyazaki, Neide Hiromi Tokumaru
Marin, Victor Augustus
Authors: Bernardo, Samara Pinto Custódio
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde
Abstract: Existe a percepção de que o consumo de água mineral natural representa um estilo saudável de vida e que estes produtos são relativamente seguros. Nessas águas podem ser encontrados microrganismos da flora microbiana autóctone, e possíveis contaminantes que penetram no produto durante o seu processamento. A Legislação Brasileira (RDC nº 275, de 22/09/2005 ANVISA) estabelece padrões microbiológicos para as águas minerais naturais e águas naturais, tendo como microrganismos indicadores de contaminação em águas minerais: coliformes totais, coliformes fecais e/ou Escherichia coli, Clostrídios sulfito redutores, Enterococcus e seudomonasaeruginosa. A P. aeruginosa é uma bactéria oportunista conhecida por causar infecções, particularmente em doentes que estão gravemente imunocomprometidos. Uma característica especial da P. aeruginosa é a sua capacidade de crescer na água,uma fonte de poucos nutrientes. Este trabalho teve como objetivo ressaltar a importância para a vigilância sanitária da utilização da P. aeruginosa como um indicador de contaminação microbiana em águas minerais. Através das técnicas dos tubos múltiplos e da membrana filtrante foram analisadas um total de 200 embalagens de água mineral, sendo 100 galões de 20 litros, 50 garrafas de 0.5 litros e 50 garrafas de 1.5 litros. Segundo a legislação vigente as embalagens de galões de 20 L apresentaramresultados insatisfatórios em 40% das amostras, as embalagens de 1.5 L apresentaram resultado insatisfatório em 2% das amostras e as embalagens de 0.5 L apresentaram resultado satisfatório, pois não foi observada contaminação por P. aeruginosa. Quanto ao teste de suscetibilidade, os isolados se mostraram sensíveis aos antibióticos testados. Foi observado que a P. aeruginosa é uma forte produtora de biofilme, com 52,9% dos isolados classificados como fortemente aderentes.
Abstract: Existe a percepção de que o consumo de água mineral natural representa um estilo saudável de vida e que estes produtos são relativamente seguros. Nessas águas podem ser encontrados microrganismos da flora microbiana autóctone, e possíveis contaminantes que penetram no produto durante o seu processamento. A Legislação Brasileira (RDC nº 275, de 22/09/2005 – ANVISA) estabelece padrões microbiológicos para as águas minerais naturais e águas naturais, tendo como microrganismos indicadores de contaminação em águas minerais: coliformes totais, coliformes fecais e/ ou Escherichia coli, Clostrídios sulfito redutores, Enterococcus e Pseudomonas aeruginosa. A P. aeruginosa é uma bactéria oportunista conhecida por causar infecções, particularmente em doentes que estão gravemente imunocomprometidos. Uma característica especial da P. aeruginosa é a sua capacidade de crescer na água, uma fonte de poucos nutrientes. Este trabalho teve como objetivo ressaltar a importância para a vigilância sanitária da utilização da P. aeruginosa como um indicador de contaminação microbiana em águas minerais. Através das técnicas dos tubos múltiplos e da membrana filtrante foram analisadas um total de 200 embalagens de água mineral, sendo 100 galões de 20 litros, 50 garrafas de 0.5 litros e 50 garrafas de 1.5 litros. Segundo a legislação vigente as embalagens de galões de 20 L apresentaram resultados insatisfatórios em 40% das amostras, as embalagens de 1.5 L apresentaram resultado insatisfatório em 2% das amostras e as embalagens de 0.5 L apresentaram resultado satisfatório, pois não foi observada contaminação por P. aeruginosa. Quanto ao teste de suscetibilidade, os isolados se mostraram sensíveis aos antibióticos testados. Foi observado que a P. aeruginosa é uma forte produtora de biofilme, com 52,9% dos isolados classificados como fortemente aderentes. Os resultados obtidos demonstram a necessidade de um melhor sistema de vigilância higiênico-sanitária nas indústrias de águas minerais, objetivando eliminar a bactéria, o biofilme, e falhas de contaminação que possam concentrar a P. aeruginosa.
DeCS: Aqua Petra
Pseudomonas aeruginosa
Vigilância Sanitária
Vigilância Sanitária
Issue Date: 2009
Citation: BERNARDO, S. P. C. Avaliação da suscetibilidade a antimicrobianos e formação de biofilmes em pseudomonas aeruginosa isoladas de água mineral. 2009. 41 f. Dissertação (Mestrado em Vigilância Sanitária)- Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2009.
Date of defense: 2009-02-18
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Coordenação de Pós-Graduação
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde
Program: Programa de Pós-Graduação em Vigilância Sanitária
Copyright: open access
Appears in Collections:INCQS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
66.pdf1.32 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.