Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/9564
Title: Implementação de método rápido e de baixo custo no LACEN/RJ para avaliação de organoclorados em água de soluções alternativas de abastecimento
Other Titles: Development of a fast and low cost method at LACEN/RJ for assessment of organochlorines in drinking water from wells
Advisor: Krauss, Thomas Manfred
Braga, Ana Maria Cheble Bahia
Members of the board: Nóbrega, Armi Wanderley da
Silva, Kátia Maria Peiselt da
Barrocas, Paulo Rubens Guimarães
Krauss, Thomas Manfred
Braga, Ana Maria Cheble Bahia
Authors: Novotny, Thiago Santana
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: A disponibilidade de água potável e segura é um direito e uma condição indispensável para vida, garantidos pela Constituição Federal e pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Em sua tabela 3, a Portaria 518/2004 - MS apresenta o padrão de potabilidade para substâncias químicas que representam risco à saúde e estabelece os valores máximos permitidos (VMP) em água para consumo humano para uma série de agrotóxicos, em sua maioria substâncias organocloradas. No entanto, somente a água distribuída pela rede geral de abastecimento tem a sua qualidade avaliada através do monitoramento realizado pelas companhias distribuidoras em seus laboratórios. O monitoramento da água das soluções alternativas apresenta uma dificuldade peculiar, pois muitas vezes não há um responsável ao qual possa ser formalmente imputado o controle da qualidade da água fornecida. No sentido de atender a necessidade de monitoramento da água das soluções alternativas, o objetivo principal deste trabalho foi a validação e a implementação de um método para análise de agrotóxicos organoclorados em água potável no Laboratório Central Noel Nutels/Rio de Janeiro visando o menor custo, menor tempo de execução, e menor geração de resíduos. O método escolhido foi a microextração líquido-líquido dispersiva (MELLD), onde uma mistura de solvente de extração, mais denso e imiscível no meio aquoso, com um solvente de dispersão miscível em ambos, é rapidamente injetada na amostra aquosa por meio de uma seringa. A análise instrumental foi efetuada por cromatografia à gás com detecção por captura de elétrons. O método foi validado para 12 agrotóxicos sendo: 4,4 -DDT, 2,4 -DDT, alfa-endossulfam, beta-endossulfam, alfa-HCH, beta-HCH, gama-HCH, delta-HCH, endrin, hexaclorobenzeno, metoxicloro e trifuralina. Os parâmetros de validação verificados encontraram-se todos dentro das faixas exigidas pelas normas em vigor.
Abstract: A disponibilidade de água potável e segura é um direito e uma condição indispensável para vida, garantidos pela Constituição Federal e pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Em sua tabela 3, a Portaria 518/2004 - MS apresenta o padrão de potabilidade para substâncias químicas que representam risco à saúde e estabelece os valores máximos permitidos (VMP) em água para consumo humano para uma série de agrotóxicos, em sua maioria substâncias organocloradas. No entanto, somente a água distribuída pela rede geral de abastecimento tem a sua qualidade avaliada através do monitoramento realizado pelas companhias distribuidoras em seus laboratórios. O monitoramento da água das soluções alternativas apresenta uma dificuldade peculiar, pois muitas vezes não há um responsável ao qual possa ser formalmente imputado o controle da qualidade da água fornecida. No sentido de atender a necessidade de monitoramento da água das soluções alternativas, o objetivo principal deste trabalho foi a validação e a implementação de um método para análise de agrotóxicos organoclorados em água potável no Laboratório Central Noel Nutels/Rio de Janeiro visando o menor custo, menor tempo de execução, e menor geração de resíduos. O método escolhido foi a microextração líquido-líquido dispersiva (MELLD), onde uma mistura de solvente de extração, mais denso e imiscível no meio aquoso, com um solvente de dispersão miscível em ambos, é rapidamente injetada na amostra aquosa por meio de uma seringa. A análise instrumental foi efetuada por cromatografia à gás com detecção por captura de elétrons. O método foi validado para 12 agrotóxicos sendo: 4,4’-DDT, 2,4’-DDT, alfa-endossulfam, beta-endossulfam, alfa-HCH, beta-HCH, gama-HCH, delta-HCH, endrin, hexaclorobenzeno, metoxicloro e trifuralina. Os parâmetros de validação verificados encontraram-se todos dentro das faixas exigidas pelas normas em vigor. O teste com duas misturas de solvente de extração revelou que a mistura tetracloroetileno/acetona apresentou os melhores resultados em comparação com a de clorobenzeno/acetona. A análise de 10 amostras de água provenientes de soluções alternativas de abastecimento espalhadas pelo município de São José do Vale do Rio Preto/RJ mostrou que não há contaminação pelos agrotóxicos estudados, sendo todos os valores obtidos abaixo do limite de quantificação.
keywords: Inseticidas Organoclorados
Água potável
Controle de Qualidade
Vigilância Sanitária
Cromatógrafos de Gases
DeCS: Inseticidas Organoclorados
Água Potável
Controle de Qualidade
Vigilância Sanitária
Cromatógrafos de Gases
Issue Date: 2009
Citation: NOVOTNY, T. S. Implementação de método rápido e de baixo custo no LACEN/RJ para avaliação de organoclorados em água de soluções alternativas de abastecimento. 2009. 83 f. Dissertação (Mestrado em Vigilância Sanitária)- Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2009.
Date of defense: 2009-08-20
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Coordenação de Pós-Graduação
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde
Program: Programa de Pós-Graduação em Vigilância Sanitária
Copyright: open access
Appears in Collections:INCQS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
76.pdf1.31 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.