Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/34533
Title: Ciência em rede: o potencial dos periódicos científicos para divulgação no Facebook e educação
Advisor: Jurberg, Claudia
Members of the board: Sousa, Isabela Cabral Félix de
Coutinho, Igor Sacramento
Pirmez, Claude
Coutinho, Claudia Mara Lara Melo
Kurtenbach, Eleonora
Roque, Lucia
Authors: Souza, Daniele Cristina de
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: O uso da internet e das mídias sociais está extremamente presente na realidade das pessoas no Brasil e em todo o mundo. No Brasil, só no Facebook, existem mais de 100 milhões de contas ativas, mais de 70% dos usuários de internet no país. O objetivo da pesquisa foi analisar e debater o impacto e a utilidade das mídias sociais como meio de divulgação de periódicos científicos. Na primeira etapa da pesquisa, as páginas no Facebook de três periódicos científicos brasileiros foram observadas por seis meses: Revista de Saúde Pública; Revista Ciência & Saúde Coletiva; e Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. Além disso, também foram acompanhados dois periódicos científicos internacionais: Nature e Science. Foram reunidos 277 posts e 4903 comentários no período. Na segunda etapa da pesquisa, foram realizados grupos focais com professores, para estudar a possibilidade de uso de páginas de periódicos científicos como auxílio ao ensino. A pesquisa é uma análise qualitativa das páginas dos periódicos científicos e dos grupos focais, com o objetivo de interpretar as atividades de divulgação e a conversa com professores, por meio de análise de conteúdo e categorização dos dados. Considerando a análise do conteúdo dos posts no Facebook, foram elencadas seis categorias: Artigos; Edição da revista; Eventos; Mensagem postal; Outros posts; e Textos jornalísticos. Com base nos dois posts de maior engajamento nos cinco periódicos, a categoria predominante foi a de Artigo. Os resultados da avaliação dos cinco periódicos indicam que nem a categoria \2013 Artigo ou Textos jornalísticos, as mais frequentes, nem o tema, são determinantes para o engajamento Ainda, a forma de engajamento, sobretudo o compartilhar e o comentar, nem sempre tem as mesmas motivações. A partir de todos os posts, é possível dizer que não só o formato e a linguagem podem contribuir para o interesse do público: é preciso considerar o papel dos algoritmos na Web 2.0, a atualidade, o uso de outros recursos como vídeos, os padrões editoriais, a periodicidade, entre outros. Pelas respostas dos professores, fica claro o potencial das mídias sociais para os periódicos científicos, principalmente se aliadas ao ensino, ao considerar o fato de os próprios estudantes já gostarem de utilizar mídias sociais e aplicativos na internet. O uso de mídias sociais foi colocado como viável e uma saída para renovação e atualização do ensino. Existe o potencial de realização de diversas atividades educomunicativas, que podem, também, ser essenciais para trabalhar a percepção do jovem quanto à autenticidade e veracidade das informações fornecidas na internet. Os resultados indicam que as mídias sociais ainda podem ser utilizadas pelos periódicos de uma forma mais efetiva para divulgação científica e assistência aos professores de ciências; por isso, foi sugerido um roteiro, com 15 elementos norteadores para divulgação científica em mídias sociais.
Abstract: The use of the internet and social media is present to a large degree in people's reality, in Brazil and all over the world. In Brazil, just on Facebook, there are more than 100 million active accounts, more than 70% of internet users in Brazil. The goal of the research was to analyze and debate the impact and utility of social media as a means of disseminating scientific journals. During the first stage of the research, the pages on Facebook of three Brazilian scientific journals were under observation for six months: Revista de Saúde Pública; Revista Ciência & Saúde Coletiva; and Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. Two international scientific journals, Nature and Science, have also been under observation. There were gathered 277 posts and 4903 comments over this time. In the second stage of the research, focus groups took place with teachers to study the possibility of using scientific journals to help teaching. The research is a qualitative analysis of the pages of scientific journals and focus groups, with the aim to read the dissemination activities and the conversation with teachers, by content analysis and data categorization. Considering the content analysis of the posts on Facebook, six categories were listed: Articles; Edition of the magazine; Events; Postal message; Another sort of posts; and Journalistic Texts. Based on the two posts with greater engagement in the five journals, the predominant category was the Article. Having evaluated the five journals, the results indicate that neither the category - Article or Journalistic Texts, the most frequent, nor the subjetc, are decisive for engagement. Besides, the type of engagement, especially sharing and commenting, does not always have the same motivations. From all the posts, it is possible to say that not only the format and the language can contribute to the public interest: it is necessary to consider the role of the algorithms on Web 2.0, the actuality, the use of other resources like videos, editorial patterns and frequency, among others. By the teachers' responses, it is clear the potential of social media for the scientific journals, especially if combined with teaching, by considering that students themselves enjoy using social media and applications on the internet. The use of social media was considered viable and an outlet for renewal and updating of teaching. There is the potential for various educommunication activities, which may also be essential to work the youth's perception regarding the authenticity and veracity of the information provided on the Internet. The results indicate that journals may still employ social media in a more effective way for scientific dissemination and assistance to science teachers; because of that, a script was suggested, with 15 guiding elements for scientific dissemination on social media.
keywords: Ensino
Periódicos Científicos
Facebook
Internet
DeCS: Publicação Periódica
Educação
Mídias Sociais
Acesso à Internet
Rede Social
Issue Date: 2019
Citation: SOUZA, Daniele Cristina de. Ciência em rede: o potencial dos periódicos científicos para divulgação no Facebook e educação. 2019. 176 f. Dissertação (Mestrado em Ensino em Biociências e Saúde)-Instituto Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2019.
Date of defense: 2019
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Pós-Graduação em Ensino em Biociências e Saúde
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Ensino em Biociências e Saúde
Copyright: restricted access
Appears in Collections:IOC - PGEBS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
daniele_souza_ioc_mest_2019.pdf3.48 MBAdobe PDF    Request a copy



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.