Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/36367
Title: Disseminação de vírus entéricos na cadeia de produção de alfaces orgânicos na região serrana do Rio de Janeiro, Brasil
Advisor: Silva, Edson Elias da
Members of the board: Almeida, Antônio Eugênio Castro Cardoso
Corrêa, Adriana de Abreu
Clementino, Maysa Beatriz Mandetta
Capasso, Ivano Raffaele Victorio de Filippis
Couceiro, José Nelson dos Santos Silva
Miagostovich, Marize Pereira
Silva, Edson Elias da
Authors: Werneck, Lúcia Maria Corrêa
Coadvisor: Miagostovich, Marize Pereira
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Este estudo, pioneiro na investigação da disseminação de vírus entéricos na cadeia produtiva de alfaces orgânicos no Estado do Rio de Janeiro, tem como principal objetivo demonstrar estes patógenos como importantes contaminantes ambientais, assim como sua utilização como marcadores de contaminação fecal humana. A pesquisa de norovírus (NoV), rotavírus A (RVA), adenovírus humano (HAdV) e enterovírus (EV) foi realizada na região do Brejal, município de Petrópolis, uma das maiores áreas de produção agrícola do Estado. Nos anos de 2010 e 2011 foram realizadas doze campanhas de coleta, onde foram obtidas um total de 60 amostras de água nas diferentes etapas de produção (nascente, irrigação, lavagem) e 36 de alfaces, incluindo mudas e alfaces adultas. Para avaliar a qualidade da água, parâmetros físico-químicos e indicadores bacteriológicos, como coliformes totais e Escherichia coli ,também foram quantificados. Para detecção e quantificação viral todas as amostras foram concentradas pelo método de adsorção-eluição, com membrana carregada negativamente, com volumes iniciais de dois litros (2 L) e 25 gramas (g) de água e alface, respectivamente e analisadas pela reação em cadeia da polimerase quantitativa (qPCR), utilizando sistema TaqManTM. Vírus foram detectados em 48,4% das amostras de água (29/60) e em 44,5% (16/36) de amostras de alface, com concentrações variando de 7,29 x101 a 4,72 x106 cg/L e de 4,29 x101 a 5,56 x104 cg/25 g, respectivamente. HAdV foram detectados em todos os pontos de coleta de água e alface (11,5% - 11/96), embora os RVA tenham sido os mais prevalentes com 14,6% (14/96) de detecção, seguidos dos EV ([12,5%] 12/96) e dos NoV ([8,3%] 8/96). Amostras positivas para HAdV foram processadas para isolamento viral em cultura de células A549, HEK 293 e HEp-2 e as positivas para EV em cultivos celulares RD, MRC-5 e HEp-2c. Embora não se tenha demonstrado a infecciosidade dos vírus detectados, níveis de concentração na ordem de 104 em alfaces prontas para comercialização, a presença de pelo menos dois vírus diferentes em todos os pontos estudados, assim como a detecção em águas caracterizadas como adequadas pelos parâmetros bacteriológicos demonstram a importância da utilização dos vírus como marcadores de contaminação ambiental em cadeias produtivas de hortaliças, afim de assegurar a qualidade destes alimentos. Valores de Escherichia coli superiores ao estabelecido pela legislação corroboraram para a má qualidade da água utilizada na irrigação das mudas.
Abstract: This study, a pioneer in the investigation of the dissemination of enteric viruses in the organic lettuce production chain in the state of Rio de Janeiro, has as main objective to demonstrate these pathogens as important environmental contaminants, as well as their use as markers of human fecal contamination. The study of norovirus (NoV), rotavirus A (RVA), human adenovirus (HAdV) and enterovirus (EV) was carried out in the region of Brejal, Petropolis municipality, one of the largest agricultural production areas in the State. In the years 2010 and 2011, twelve collection campaigns were carried out, where 60 water samples were obtained in the different stages of production (spring, irrigation, washing) and 36 of lettuces, including adult seedlings and lettuces. To evaluate the water quality, physical-chemical parameters and bacteriological indicators such as total coliforms and Escherichia coli were also quantified. For viral detection and quantification, all samples were concentrated by the negatively charged membrane adsorption-elution method with initial volumes of two liters (2 L) and 25 grams (g) of water and lettuce respectively and analyzed by the polymerase chain reaction quantitative (qPCR) using TaqMan ™ system. Viruses were detected in 48.4% of the water samples (29/60) and in 44.5% (16/36) of lettuce samples, with concentrations varying from 7.29 x101 to 4.72 x106 gc L -1 and from 4.29 x 101 to 5.56 x 104 gc 25 g-1 , respectively. HAdV were detected at all water and lettuce collection points (11.5% - 11/96), although RVA were the most prevalent with 14.6% (14/96) of detection, followed by EV ([12.5%] 12/96) and NoV ([8.3%] 8/96). Positive samples for HAdV were processed for virus isolation in culture of A549, HEK 293 and HEp-2 cells and those positive for EV in RD, MRC-5 and HEp-2c cells. Although the infectivity of viruses detected has not been demonstrated, levels of concentration in the order of 104 in lettuces ready for commercialization, the presence of at least two different viruses in all the points studied, as well as the detection in waters characterized as adequate by the bacteriological parameters, demonstrate the importance of the use of viruses as markers of environmental contamination in productive chains of vegetables, in order to ensure the quality of these foods. Escherichia coli values higher than those established by legislation corroborated the poor water quality used for irrigation of seedlings.
Keywords: Irrigation Water
Food
Enteric Viruses
Lettuce
keywords: Água de Irrigação
Alimentos
Vírus Entéricos
Alface
DeCS: Alface
Vírus
Vigilância Sanitária
Irrigação Agrícola
Issue Date: 2018
Citation: WERNECK, L. M. C. Disseminação de vírus entéricos na cadeia de produção de alfaces orgânicos na região serrana do Rio de Janeiro, Brasil. 2018. 97 f. Tese (Doutorado em Vigilância Sanitária)-Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2018.
Date of defense: 2018
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Coordenação de Pós Graduação
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde
Program: Programa de Pós-Graduação em Vigilância Sanitária
Copyright: open access
Appears in Collections:INCQS - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_LUCIA_WERNECK.pdf3.6 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.