Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/49358
Title: A formação do agente comunitário de saúde para o trabalho no sistema único de saúde do Brasil : análise, perspectivas e propostas
Advisor: Comarú, Michele Waltz
Lopes, Renato Matos
Authors: Moura, Celcino Neves
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) enquanto parte da força de trabalho do Sistema Único de Saúde (SUS) são o elo entre a população e as Unidades de Saúde (US). Eles realizam um trabalho amplo e diferenciado junto aos pacientes como parte de equipes multidisciplinares que visitam residências em uma determinada região geográfica além de exercerem outras funções nas US. As exigências laborais para os ACS são inúmeras. Eles enfrentam diariamente consequências do crescimento da pobreza nas populações assistidas e do agravamento no quadro de problemas sociais e regionais. Outros fatos incluem a difícil realidade de doenças crônicas disseminadas na população, o trabalho burocrático exigido e a normatização e regulamentação precária de políticas públicas voltadas para o serviço do ACS. Tudo isso tem sinalizado para a necessidade de um levantamento investigativo mais apurado e abrangente sobre que formação para o trabalho é disponibilizada para estes profissionais; que estrutura apresentam os cursos formativos; como estão sendo veiculados; que aspectos pedagógicos manifestam e quais evidências podemos inferir desse estudo que gerarão benefício às comunidades assistidas pelo SUS. Essa pesquisa tem como objetivo geral: estudar o cenário da formação do ACS no Brasil, evidenciando características em diferentes processos formativos, no intuito de discutir um modelo mais apropriado à realidade de trabalho do ACS. Como parte do percurso metodológico, o projeto realiza levantamento sobre cursos de Formação dos ACS analisando suas principais características. Discute também o potencial do uso das Tecnologias de Informação e Comunicação (incluindo uso das Redes Sociais) para a Formação dos ACS, traçando perspectivas para essa formação profissional. Os resultados evidenciam uma oferta heterogênea de formação profissional para o ACS nas diferentes regiões do Brasil, seja nas modalidades analisadas ou nos indícios práticos de sua aplicabilidade, reforçando a necessidade de um olhar centrado na qualidade dessa formação. Há potencial para que esse estudo seja útil como subsídio para implantação de processos formativos de ACS em diferentes regiões do Brasil e contribua para discussão dos sujeitos desse estudo e sua inserção social como instrumento de valorização e alcance da cidadania.
Abstract: Community Health Agents (CHA) as part of the workforce of the Unified Health System (SUS) are the link between the population and the Health Units (US). They perform a broad and differentiated work with patients as part of multidisciplinary teams that visit residences in a given geographic region in addition to performing other functions in the US. The labor requirements for CHA are numerous. They face daily consequences of growing poverty in assisted populations and worsening social and regional problems. Other facts include the difficult reality of chronic diseases disseminated in the population, the bureaucratic work required and the standardization and precarious regulation of public policies aimed at the service of the CHA. All this has signaled the need for a more accurate and comprehensive investigative survey on what training for work is available to these professionals; what structure the training courses present; how they are being conveyed; what pedagogical aspects manifest and what evidence can we infer from this study that will generate benefit to the communities assisted by the SUS. This research has as a general objective: to study the scenario of the formation of the CHA in Brazil, evidencing characteristics in different formative processes, in order to discuss a model more appropriate to the work reality of the CHA.As part of the methodological path, the project conducts a survey on training courses of the CHA analyzing their main characteristics. It also discusses the potential of the use of Information and Communication Technologies (including the use of Social Networks) for the training of CHA, outracing perspectives for this professional training. The results show a heterogeneous offer of professional training for the CHA in the different regions of Brazil, either in the analyzed modalities or in the practical indications of its applicability, reinforcing the need for a look focused on the quality of this training There is potential for this study to be useful as a support for the implementation of training processes of CHA in different regions of Brazil and contribute to the discussion of the subjects of this study and its social insertion as an instrument of valorization and reach of the Citizenship.
keywords: Agentes Comunitários de Saúde
Sistema Único de Saúde
Capacitação de Recursos Humanos em Saúde
Rede Social
DeCS: Agentes Comunitários de Saúde
Sistema Único de Saúde
Capacitação de Recursos Humanos em Saúde
Rede Social
Issue Date: 2021
Citation: MOURA, Celcino Neves. A formação do agente comunitário de saúde para o trabalho no sistema único de saúde do Brasil : análise, perspectivas e propostas. 2021. 143f. Tese (Doutorado em Ensino em Biociências e Saúde) - Instituto Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2021.
Date of defense: 2021
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Instituto Oswaldo Cruz
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Ensino em Biociências e Saúde
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - PGEBS - Teses de Doutorado
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000247845.pdf1.15 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.